Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Myanmar: Ventos Súbitos causam estragos em Mandalay

MgHla [my] escreveu que no dia 6 de maio de 2009 um vento súbito varreu a cidade de Mandalay, a terceira maior de Myanmar.

Foto extraída do blogue de MgHla

Foto extraída do blogue de MgHla

Ele disse:

“After I attended a seminar, I came back to the office around 4pm. On the way, I saw that there was a whirlwind of wind, and there were a lot of dust. Not soon after I had reached the office, around 4:30pm, the wind became stronger, and it also started to rain. Probably because the wind was too strong, the rain was not coming down from above, but going side-ways. It was very noisy also. Thankfully, it only lasted about 30 minutes. If it had gone on for about 3 or 4 hours, it would have been like being in Nargis cyclone. When I came back from work, I saw the billboard on the corner of 80th St. & 35th St. on the ground. I heard that the backside of a car was also crushed under the billboard, but when I passed near there, the car was not there anymore. A signboard advertising engine oil became wrinkled at the corners. Small billboards on 35th St. railroad overpass also either fell or broke. It is time for the Municipal to check the integrity of the billboards. They should scrutinize the permits being handed out to erect billboards over our heads….”

“Depois de participar de um seminário, eu voltei para meu escritório por volta das 4 da tarde. No caminho, eu vi que havia um redemoinho de vento, que levantava muita poeira. Pouco depois que eu cheguei ao escritório, por volta das 4 e meia da tarde, o vento ficou mais forte, e também começou a chover. Talvez por conta da força do vento, a chuva não estava vindo de cima, mas sim lateralmente. Fazia muito barulho também. Por sorte, isso só durou uns 30 minutos. Se tivesse durado umas 3 ou 4 horas, teria sido como o ciclone Nargis. Quando eu estava voltando para casa, eu vi que a placa publicitária (“billboard”) que ficava na esquina da Rua 80 com a Rua 35 estava [tombada] no chão. Eu fiquei sabendo que a parte traseira de um carro foi também esmagada pela placa publicitária, mas quando eu passei por lá, o carro não estava mais por lá. Uma placa que fazia propaganda de óleo automotivo ficou amassada nas bordas. Algumas placas publicitárias menores na passagem de nível da ferrovia sobre a Rua 35 também caíram ou ficaram destruídas. Já está na hora do [governo] municipal verificar a integridade das placas publicitárias. Eles deveriam ter mais controle sobre as permissões para construção dessas placas publicitárias que ficam penduradas sobre nossas cabeças…”

A citação acima é uma tradução feita pelo autor do artigo. A citação original foi escrita em língua burmesa.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.