Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Irã: Movimento de 1000 blogueiros apóia candidatura Mousavi para presidência

Os apoiadores dos dois principais candidatos presidenciais reformistas [en], o ex-Primeiro Ministro Mir Hussein Mousavi [en] e o ex-Orador Parlamentar Mehdi Karroubi [en], estão usando a internet, incluindo blogues e o Facebook, para tentar ampliar as chances de ter seus candidatos selecionados pelo Conselho dos Guardiões na eleição de junho.

Neste artigo, nós vamos lançar um primeiro olhar sobre os apoiadores de Mousavi como uma primeira jornada pelo campo de batalha digital das eleições iranianas. Por volta de 1000 blogueiros anunciaram seu apoio a Mir Hussein Mousavi. Seus nomes e endereços eletrônicos estão publicados em Mirhussein.com [fa], um website criado por “um grande grupo de blogueiros que apoiam Mousavi”.

Em seus discursos, Mousavi já fez críticas [en] à “má administração” do presidente Mahmoud Ahmadinejad. Mousavi afirmou que iria trabalhar na construção de uma confiança internacional natureza pacífica das ambições nucleares iranianas. Mousavi também falou em defesa da “imprensa livre” no passado, embora tenha se recusado a prometer que libertaria prisioneiros políticos caso se tornasse presidente.

Os blogueiros que apóiam Mousavi escrevem sobre muitos tópicos diferentes, desde religião até esportes, e também diferem ideologicamente. Eles vivem em vários cantos do país. Alguns dos blogues estão no ar há muito tempo, enquanto outros parecem ter sido criados especialmente para a eleição. Nós podemos dividir os blogueiros pró-Mousavi em várias diferentes categorias, incluindo:

Fundamentalistas:O Islã é superior a tudo” [fa] é um dos blogues listados como apoiadores de Mousavi. O blogueiro não explica por quê apoia Mousavi, mas também publicou várias fotos do líder iraniano Ayatollah Khamenei, que pode ser facilmente considerado um fundamentalista.

Blogueiros Não-Políticos: Outro blogueiro que apóia o ex-primeiro ministro para a presidência escreve o Perspolis Ghahreman [fa], um blogue que fala principalmente de futebol. Perspolis é um time de futebol muito popular no Irã. Outro blogue que está anunciando seu apoio é o Modyryat, Eghtesad, Toseh (“Gerenciamento, Economia, Desenvolvimento”), um blogue sobre economia.

Blogueiros eleitorais sem foco geográfico: Barayeh Mirhussein (“para Mir Hussein”) é um blogue que foi recentemente criado por seu autor para escrever [fa] sobre a candidatura ex-primeiro ministro e sobre as idéias do candidato. Este blogue faz citações de falas atribuídas a Mir Houssen Mousavi onde este afirmaria que os problemas mais importantes do governo são a inflação e o desemprego, e que deveria ser possível se criar um canal de TV privado no Irã. Barayeh Mirhussein não representa nenhuma comunidade local.

Blogueiros eleitorais com foco geografico: o blogue Apoiadores de Mousavi no Dubai [fa] é um bom exemplo de blogue de um grupo de expatriados iranianos em um país estrangeiro. Apoiadores de Mousavi também lançaram um blogue chamado Nasim 88 [fa] na cidade iraniana de Ardabil [en].

Ex-apoiadores de Khatami: Khatami88 [fa] é um blogue que foi inicialmente lançado para apoiar a nova candidatura à presidência do ex-presidente reformista Mohmmad Kathami [fa]. Mas tão logo Khatami se retirou da corrida presidencial e anunciou seu apoio a Mir Hussein, seus apoiadores o seguiram.

Emboran os blogues não sejam uma amostra muito confiável para se estudar as preferencias eleitorais da população iraniana como um todo, ao menos nós podemos ver que por conta do largo espectro de apoiadores de Mousavi na blogosfera que o apoio à sua candidatura não está limitado a um grupo específico.

4 comentários

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.