Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Marrocos: Cuidando dos Animais

O American Fondouk [en] é um hospital para animais em Fez, no Marrocos, que foi fundado em 1920 e é financiado pela Massachusetts Society for the Prevention of Cruelty to Animals [en] (MSPCA – Sociedade de Massachusetts para Prevenção contra Crueldade com Animais). O Hospital, que provê cuidados para animais de grande e pequeno porte, emprega principalmente veterinários e funcionários marroquinos, contudo, o American Fondouk ganhou recentemente visibilidade na blogosfera por conta dos esforços blogueiros de um veterinário visitante, o Dr. Dan Biros de Boston. Dr. Biros, que é especialista em oftalmologia animal, está escrevendo uma crônica de seu trabalho no Fondouk em seu blog oficial [en]. Em um post recente, ele fala sobre [en] questões de cuidados com animais no Marrocos.

It is not clear to me precisely how much knowledge Moroccan pet owners have about taking good care of their pets. The human animal bond is universal, but there are distinct cultural differences regarding how appropriate pet care should be administered. Issues of animal cruelty abound everywhere and it was for this reason that the American Fondouk was founded more than 80 years ago. I am convinced that the Fondouk’s staff members continuously help the local population understand what it takes to provide adequate care for an animal at every opportunity. This is not an easy task. They work by example. It is very reassuring to see this each day I am here.

“Não é muito claro para mim precisamente quanto conhecimento os proprietários de animais marroquinos tem sobre como tomar conta de seus animais. A ligação entre humanos e animais é universal, mas há diferenças culturais distintas (sic) sobre como os cuidados animais apropriados devem ser administrados. Problemas com crueldade contra animais acontecem em todos os lugares, e foi por esta razão que o American Fondouk foi fundado a mais de 80 anos atrás. Eu estou convencido de que os membros da equipe do Fondouk ajudam continuamente a população local a entender o que é necessário para se prover cuidados adeqados para um animal em todas as situações. Esta não é uma tarefa fácil. Eles trabalham dando exemplos. É muito reconfortante ver isso cada dia que estou aqui.”

Na última noite da estada do Dr. Biros em Marrocos, ele escreveu [en]:

To me, paradise is not the utter fulfillment of one’s desires and the absolute elimination of every bad thing; rather it is the act of giving and receiving, exchanging our gifts to one another no matter how great or small. Paradise is ensuring that we are an active participant, to the best of our ability, in this sometimes crazy world and consciously soaking it all in along the way. No matter how one defines paradise, I feel that part of the definition is the wish for paradise to endure.

“Para mim, o paraíso não é a realização de todos os desejos de uma pessoa e a absoluta eliminação de todas as coisas ruins; e sim o ato de dar e receber, partilhar nossas dádivas uns com os outros não importa quão grandes ou pequenas elas sejam. O paraíso é assegurar-se de que nós somos uma parte ativa, no melhor de nossas habilidades, neste mundo por vezes tão louco, e estar conscienciosmente mergulhado nele durante todo o caminho. Não interessa como uma pessoa define o paraíso, eu sinto que uma parte da definição é o desejo de que o paraíso dure.”

Finalmente, Dr. Biros escreveu sobre suas experiências em sua última noite em Fez:

Alicia and I were invited by a Berber family for dinner and company tonight. A man who sells carpets, a complete stranger we met only the day before in the medina, had us over for chicken couscous, tea and conversation. His wife and two teenage daughters were there and the oldest daughter made henna designs on Alicia’s hands and arms. Henna is a beautiful ornate art of India and Arabia that goes back centuries. We talked of family and work, and shared the meal from a single large bowl as is traditional in Morocco, each of us using our own spoon.

The apartment was modest but had everything one needs, a kitchen, family room and sleeping quarters. It also provided a fine view of the medina from the rooftop, where you felt a bit like a bee in a large honeycomb. As we looked out at the labyrinth of the city we realized how very welcome we are here and at the very same time how very far away from home we found ourselves. How often would something like this happen in Boston? The whole evening was mesmerizing and as dizzying as it was comforting. This is paradise.

Until we write again,
M’a ssalama (peace and goodbye)

Dr. Biros

“Alicia e eu fomos convidados por uma família bérbere para jantar e os fazer companhia hoje a noite. Um homem que vende tapetes, um completo estranho que conhecemos ontem na medina, nos convidou para comer cuscuz de frango, tomar chá e conversar. Sua esposa e suas duas filhas adolescentes estavam lá, e sua filha mais velha fez desenhos de henna nas mãos e braços de Alicia. A henna é uma bela arte ornamental indiana e árabe que data de séculos atrás. Nós falamos sobre família e trabalho, e partilhamos nossa refeição de uma única grande bacia como é tradicional no Marrocos, cada um de nós usando sua própria colher.

O apartamento era modesto mas tinha tudo que se pode precisar, uma cozinha, uma sala de estar para a família e quartos de dormir. E tinha também uma bela vista da medina de cima do telhado, onde você se sentia um pouco como uma abelha em uma colméia gigante. Enquanto olhávamos para os labirintos da cidade nós percebemos o quão bem vindos nós somos aqui e ao mesmo o tempo quão longe de casa estávamos. Quão frequentemente uma coisa como aquelas aconteceria em Boston? A noite inteira foi fascinante, ao mesmo tempo estonteante e confortante. Isto é o paraíso.

Até escrevermos novamente,
M'a ssalama (paz e adeus)

Dr. Biros”

Um mural no American Fondouk

Um mural no American Fondouk

A blogueira por trás do Près do Puits também escreveu recentemente sobre o Fondouk, onde ela levou seus gatos para serem vacinados. A blogueira disse [en]:

In Fez, there is an amazing, almost magical, place. This is the American Fondouk, an animal hospital founded in the 1920s by Sidney Haines Coleman, who cared about the health of the working animals of Morocco. Almost a century later, the Fondouk – which means hotel in Arabic – still treats for free thousands of animals every year. Lots of working animals – mares and donkeys -, but also cats and dogs (though I guess they didn’t treat many of those in the 1920s).

“Em Fez, há um lugar maravilhoso, quase mágico. É o American Fondouk, um hospital para animais fundado em 1920 por Sidney Haines Coleman, que se importava com a saúde dos animais de trabalho do Marrocos. Quase um século depois, o Fondouk — que significa hotel em arábico — ainda trata gratuitamente de milhares de animais todos os anos. Muitos animais de trabalho — éguas e jumentos — mas também gatos e cães (embora eu ache que eles não tratavam de muitos desses em 1920).

Ela também publicou uma série de fotos do Fondouk e seus pacientes:

Um paciente do American Fondouk

Um paciente do American Fondouk

2 comentários

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.