Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Palestina: Comemorando o Dia da Terra

O dia 30 de março é o Dia da Terra, no qual os palestinos de todos os lugares, mas especialmente aqueles que se encontram dentro de Israel, celebram o dia de 1976 em que seis palestinos cidadãos de Israel desarmados foram mortos pelo exército e a polícia de Israel durante os protestos contra a expropriação de terra. O dia tornou-se uma maneira de marcar a luta dos palestinos por resistir junto a sua terra, quando manifestações ocorrem, bem como outros eventos tais como a plantação de oliveiras [Ar] – com um foco crescente na campanha pelo boicote, desinvestimento e sanções. Blogueiros palestinos e pró-palestinos observaram a ocasião.

Manifestação pelo Dia da Terra na Cidade Antiga de Hebro, em 28 de março de 2009. Foto por Anne Paq.

Manifestação pelo Dia da Terra na Cidade Antiga de Hebron, em 28 de março de 2009. Foto por Anne Paq.

Yousef Abudayyeh nos fornece os nomes das seis pessoas que foram mortas em 1976.

خديجة شواهنه , محسن طه ,خير ياسين، رجا أبو ريا , رأفت الزهيري وخضر خلايله

Khadija Shawahneh, Mohsin Taha, Kheir Yassin, Raja Abu Rayya, Ra’fat Al Zuheiry, and Khader Khalaileh

Bas7aky publica uma imagem mostrando os nomes e fotos dos que foram mortos, e cita o poeta Tawfiq Ziad:

في اللد , والرملة , والجليل هنا ..
على صدوركم , باقون كالجدار
وفي حلوقكم كقطعة الزجاج , كالصبار
وفي عيونكم زوبعة من نار هنا ..
على صدوركم , باقون كالجدار

Aqui em Al Ludd, Al Ramleh, a Galileia
Nós iremos permanecer como um muro sobre vosso peito
E na vossa garganta, como um fragmento de vidro, um espinho de cactus
E em vossos olhos, uma tempestade de areia
Nós iremos permanecer como um muro sobre vosso peito.

Marcy Newman, uma ativista norte americana que vive em Nablus na Cisjordânia, descreve uma viagem em que ela e alguns amigos palestinos do Campo de Refugiados de Dheisheh perto de Belém fizeram para a “Palestina de 1948” (Israel) para visitar lugares relacionados aos eventos de 1976.

Sabado no final da tarde meus amigos do Campo de Refugiados de Deheishe se dirigiram para a Cisjordânia, ilegalmente, por óbvio, para a Palestina de 1948. Sentimos que era importante passar o يوم الأرض (Dia da Terra) na Palestina de 1948 nos lugares em que o massacre ocorreu em 1976. É claro que gostaríamos de participar das demonstrações aqui [em Israel] amanhã, mas viajar com os palestinos que não têm permissão para transitar livremente na sua própria terra significa que nós não poderemos ir a lugares que possuem uma presença militar forte. […] depois que deixamos saffuriyya dirigimos para o norte em direção a sakhnin, a cidade palestina que se tornou famosa por sua resistência e na qual celebramos o Dia da Terra.

Marcy também postou fotos dos monumentos feitos em memória dos que foram mortos no Dia da Terra em 1976.
Jonathan Cook entrevistou Doutor Hatim Kanaaneh, que bloga no Um médico na Galiléia, e que foi uma testemunha dos eventos de 1976.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.