Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Chile: ONG para Vítimas da Delinquência Aproxima Cidadãos

A ONG Víctimas de la Delincuencia [Es] foi criada em 2006 em Santiago, capital do Chile, para proteger, guiar e informar as vítimas da violência na cidade. Em seu sítio, cidadãos estão marcando episódios de violência (roubos, ataques, furtos, estupros e abusos) em um mapa e disponibilizando vídeos e testemunhos de quando e como foram vitimizados. O objetivo da organização é fazer pressão pela mudança das leis do país que, até o momento, de acordo com a ONG, tendem a beneficiar os delinquentes em vez das vítimas.

Como é contado no site da ONG [Es], a campanha começou em 2006, depois que a família Fuenzalida Urzúa foi atacada por um grupo de assaltantes que invadiram sua casa, roubaram seus pertences e arrancaram seu filho de 8 meses dos braços da mãe e ameaçaram matá-lo. Quando a imprensa chegou à sua porta para reportar o assalto, o casal concluiu que tinha duas opções: esconder-se da imprensa ou enfrentá-la e contar sua história. Alguns dias depois nascia o site, e um mês depois uma marcha com 3000 pessoas foi realizada na cidade, pedindo mais segurança para os cidadãos e proteção para as vítimas da delinquência.

O vídeo a seguir conta a história da organização:

Este outro vídeo [Es], enviado para nós por luchitosnachitos, um membro da comunidade, mostra os efeitos do medo nas vidas de cidadãos comuns. Uma mulher procura pelas chaves de seu carro em seu quarto, e podemos ver que em cada canto do quarto há armas escondidas. No final do vídeo, uma mensagem aparece na tela negra, dizendo: “Nós não somos violentos. Nós estamos com medo. Vamos fortalecer nossas leis.”

Mas de que leis estamos falando? O próximo vídeo mostra o que wetamerigonzu pensa das atuais penas para a delinquência:

Este último vídeo, também feito por um cidadão, nos mostra como os delinquentes veriam seus crimes e a lei: como apenas mais um jogo:

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.