Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Madagáscar: Mais de 25 mortos em marcha ao Palácio Presidencial

Veja a nossa página de cobertura especial sobre a crise política em Madagáscar [alguns artigos foram traduzidos para o português].

Pelo menos 25 pessoas [en] foram mortas a tiros na capital de Madagáscar, Antananarivo, durante uma marcha ao palácio presidencial conclamada pelo prefeito da cidade, Andry Rajoelina, após ter se proclamado líder do governo de transição durante um comício político. Nas últimas semanas, uma disputa pelo poder entre o prefeito e o presidente do país, Marc Ravalomanana, levou o país à violência e saques.

O ato público aconteceu no centro de Antananarivopor volta do meio-dia, em horário local. Rajoelina anunciou a criação de um novo governo de transição cujo líder seria ele mesmo, apesar do governo atual ainda estar em vigor. Ele pediu que seus militantes marchassem até o palácio presidencial em Ambohitsorohitra.

Quando a multidão chegou ao palácio, uma delegação adentrou por volta das 14h46, em horário local. Foi nesse momento que os disparos começaram. A tuitosfera local e os blogueiros relataram o ocorrido:

Os relatos preliminares deram conta de dezenas de corpos estendidos nas ruas. Dentre as vítimas, estaria um câmera do canal de TV RTA (ainda não há confirmação oficial).

Às 15h40 em horário local, ainda havia tiros. Rajoelina pediu ao EMMONAT, uma força militar armada aceita pelos dois partidos e que foi criada durante a crise, que interviesse e protegesse a multidão.

Releases de notícias (Reuters, Al Jazeera) relatam pelo menos 25 mortes de acordo com imagens sendo divulgadas pela TV Nacional. A BBC e a AFP apenas noticiaram 5 mortes até agora. Reportagens online ao vivo podem ser encontrados em francês aqui.

Abaixo está a busca ao vivo no Twitter para #madagascar que é a tag usada durante as duas últimas semanas de tensão política e, ocasionalmente, violência em Madagáscar.


1 comentário

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.