Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Guatemala: Ex-presidente Portillo é extraditado

Spray painted Stop Corruption sign

Stop Corruption por Kenny Miller

Depois de manter-se escondido da Justiça por quatro anos no México, o ex-presidente Alfonso Portillo [pt] foi extraditado para a Guatemala, onde enfrentará graves acusações de corrupção e outros crimes de traição.

Blogger Tigre 007 diz que a Guatemala está celebrando a captura. Pode ser que o caso marque o declínio dos níveis de corrupção no país. Boas notícias para os guatemalteco, porque uma das maiores fraudes com dinheiro público poderia ter caído no esquecimento – o que não mais acontecerá: um ex-presidente será processado em um dos países com os maiores níveis de corrupção.

No entanto, muitas pessoas, de acordo com o blogue Megachapines, ainda simpatizam com Zacapaneco (apelido de Portillo) alegando que esse processo foi alimentado por pressões políticas e que não foi justo. Algumas horas depois, o pensamento de que esse seria um julgamento justo evaporou e ficou a sensação que tudo não passa de uma cortina de fumaça da mídia. No Carpe Diem, Luis Figeroa escreve: “Arranjada como partida com juiz comprado”:

Más arreglada que la lucha libre, o que las bancas de una iglesia, estuvo la entrega de Alfonso Portillo. ¿Va usted a creer que en la Torre de Tribunales había gente que, espontáneamente, gritaba ¡Zacapa te apoya!?

Mais arranjada do que partida de futebol com juiz comprado foi a entrega de Alfonso Portillo. Você acreditaria que tinha gente nos prédios do Tribunal que, de maneira espontânea, gritava “Zacapa te apóia”?

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.