Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Paquistão: “Ei! Por que o Google nos ignora?”

Os paquistaneses estão usando blogues como um veículo para desabafar sobre um assunto importante relacionado ao preconceito da gigante da tecnologia Google. O problema que está sendo debatido são os doodles do Google para o Paquistão. Os Doodles do Google [en] se referem ao projeto de design para os logotipos do Google que são exibidos ocasionalmente. O Google celebra e faz tributos a certos festivais internacionais por meio desses doodles. Mas nunca se viu doodles de festivais paquistaneses ou muçulmanos famosos. Alguns grandes festivais, como o Eid e o Ramadã, são celebrados em todo o mundo muçulmano.

Google Doodle
Imagem de um Doodle do Google do Flickr, do usuário egg™: Usada sob licença da creative commons

Os blogueiros têm pontos de vista e opiniões diferentes em relação aos motivos para tanto. O primeiro a levantar o assunto foi Bites85 do ProPakistani [en], que em seguida foi apoiado por muitos outros. Vamos ver o que os blogueiros no Paquistão estão dizendo:

Sohaib Athar do ReallyVirtual [es] escreve:

I personally think that Google not showing any Doodles for Islamic events has something to do with their “Do No Evil” policy. Seriously though, while Google can not be forced to cater to each segment of their customer base, especially since doodling is the secondary responsibility of the guy who creates them, but given that

  • Google has doodles for other religious holidays
  • Muslims form a huge chunk of their customer base – much larger than, say, Pakistanis, or people who like Escher
  • Google has doodles for birthdays and other days that only a tiny portion of the world celebrates
  • Google is a PUBLIC company (which does matter)

… by not having a doodle for a single Islamic event/holiday so far, the message they are sending out, to many Muslims, says something like ‘We are the biggest website around and are a global company, but we don’t really care about the Muslim culture and won’t even consider it to be worth a doodle’ – really bad marketing.

Eu pessoalmente acho que o fato do Google não mostrar nenhum Doodle para eventos islâmicos tem algo a ver com sua política de “Não Faça o Mal”. Falando sério, enquanto o Google não pode ser forçado a prover para cada segmento de sua base de clientes, ainda mais levando em conta que desenhar é a responsabilidade secundária do cara que cria os doodles, mas considerando que:

  • O Google tem doodles para outros feriados religiosos
  • Os muçulmanos formam uma grande parcela de sua base de consumidores – muito maior do que, digamos, paquistaneses ou pessoas que gostam de Escher
  • O Google tem doodles para aniversários e outros dias que apenas uma porção ínfima do mundo celebra
  • O Google é uma empresa empresa de utilidade pública (o que não importa)

… por não ter um doodle para um evento/feriado islâmico sequer até agora, a mensagem que eles estão passando, para muitos muçulmanos, é algo do tipo ‘Somos o maior site das redondezas e uma empresa internacional, mas a gente não está nem aí para a cultura muçulmana e não vai sequer considerá-la merecedora de um  doodle’ – um marketing muito ruim.

Por outro lado, alguns blogueiros são mais gentis e expressam a opinião de que o motivo talvez seja o fato do Google não querer se envolver em nenhuma polêmica como o caso das charges do profeta Maomé.

Veja o que Teeth Maestro [en] tem a dizer:

What has been seriously missing in its endless inventory of hundreds of Google Doodles is any logo commemorating a Muslim celebration, be it Eid or any other Islamic celebration, that said I am sure there maybe a little hesitancy on making a graphic image of an Islamic event and not fall into a potential cartoon controversy, but I assure you there are way to ensure that these innocent efforts dont back fire.
[..]
Pakistan has been on the Google map for sometime but we have yet to be honored with an Independence day Google graphic on Google.com.pk, our neighbor India has instead been on the receiving end of quite a few celebratory doodles gifts from Diwali to an 15th August doodle on Google.co.in website. But we here in Pakistan sit doodling our fingers in jittery anticipation.

I urge Google to seriously consider our humble request it wont hurt if they surprised Muslims or Pakistani with a customized doodle.

O que está seriamente faltando nesse inventório sem fim de centenas de doodles do Google é qualquer logo comemorando uma celebração muçulmana, seja ela o Eid ou qualquer outra celebração islâmica. Tendo dito isso, tenho certeza de que há uma pequena hesitação em fazer uma imagem gráfica de um evento islâmico sem cair em uma polêmica em potencial como os casos de cartuns, mas eu garanto que há formas de assegurar que esses pequenos esforços não saiam pela culatra.
[..]
O Paquistão está nos mapas do Google já há algum tempo mas ainda não fomos honrados com um gráfico do dia da independência no Google.com.pk, em vez disso nossa vizinha Índia ganhou alguns doodles celebratórios de presente desde o Diwali ao 15 de Agosto* no site Google.co.in. Mas nós aqui do Paquistão estamos sentados girando os polegares em tensa antecipação.
Eu imploro que o Google considere seriamento nosso humilde pedido, e não vai doer se eles surpreenderem muçulmanos ou paquistaneses com um doodle personalizado.

[Nota do Tradutor: 15 de Agosto é o Dia da Independência da Índia, e o Diwali é o festival das luzes do país].

Os serviços do Google conquistaram os corações de muitos usuários paquistaneses e muçulmanos da internet. Muitos preferem os serviços do Google do que os da concorrência. Portanto, não cai bem à imagem do Google ser preconceituoso em relação a qualquer comunidade. Por isso espero que o Google nos ouça e dessa vez coloque o Doodle do Eid, a festa muçulmana do fim do jejum.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.