Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Paquistão: “Mais um ataque covarde dos EUA”

Os ataques realizados pelos EUA dentro das fronteiras paquistanesas não são novidade para ninguém. A alguns dias atrás, um ataque [En] na área de Angoor Adda, no Waziristão do Sul [En], tirou a vida de no mínimo 20 paquistaneses. Mas isso não é tudo. Este é o quinto ataque. Suas vítimas eram, a príncipio, inocentes. Não eram terroristas, nem apoiadores do terrorismo, mas mesmo assim perderam suas vidas na “Guerra contra o Terror”.

Brig.(r) Junaid Zaman escreveu, no The Pakistani Spectator [En]:

The blood thirst of US forces hasn’t appeased yet and they are asking for “MORE”, and in their madness they have inaugurated their attack on the Pakistani soil. They have started from the Angor Adda, Waziristan, and they would not stop there. Scores of American soldiers came in four CH-47 Chinook transport helicopters, blasted their way into several houses and gunned down men they found there. All who died were civilians busy in preparing the Sehri, the start of the next fast. The causalities included women, children and men. When the other people reached there, they found all of them dead outside their homes with scores of bullets in their heads.

“A sede por sangue das forças dos Estados Unidos ainda não foi saciada, e eles estão pedindo por “MAIS”, e em sua loucura eles começaram seu ataque em solo paquistanês. Eles começaram em Angor Adda, no Waziristão, e eles não vão parar por lá. Uma grande quantidade de soldados norte-americanos vieram em quatro helicópteros de transporte CH-47 Chinook, explodiram seu caminho em direção a várias casas e fuzilaram os homens que encontraram dentro delas. Todos os que morreram eram civís ocupados em preparar o Sehri, o início do próximo jejum. Entre os mortos havia mulheres, crianças e homens. Quando as outras pessoas chegaram ao local, encontraram todos eles mortos do lado de fora de suas casas com muitos tiros na cabeça.”

Pessoas de todos os ramos, incluindo blogueiros, condenaram [En] estes ataques com palavras fortes. Farhan, no blogue Guppu [En], chama os ataques de vergonhosos, covardes e uma ameaça à soberania e à dignidade do Paquistão.

O Ministro de Relações Exteriores do Paquistão, Shah Mehmood Qureshi, condenou este incidente com palavras duras afirmando que eles se reservam o direito de atacar de volta, em resposta. O líder do Partido Islâmico Jamat [En], Qazi Hussain Ahmed, também condenou o ataque com palavras duras, dizendo que o governo deve não apenas se reservar o direito de atacar de volta, mas fazê-lo, tendo em vista que esta resposta se faz necessária. O líder Partido do Movimento Paquistanês por Justiça [En], Imram Khan, culpou o governo, afirmando que as forças norte-americanas atacaram com o consentimento dos oficiais governamentais, que estavam levando em frente as políticas do presidente Musharraf.

As pessoas parecem desapontadas com as posturas do governo.

NEA, no blogue Buzzvines [En], expressa sua fúria com o governo paquistanês com estas palavras: “Como pode alguém atacar assim o Paquistão? Primeiro os atacantes humilharam o exército do Paquistão, que vendeu seus compatriotas que foram então mortos, e que agora planeja conduzir uma guerra ao terror que já dura semanas junto com [aqueles que atacaram o país]. Que vergonha para o exército e para o ministro da defesa!!!”.

Protest_against_US_attacksEnquanto isso, Fahad, no blogue Chowrangi [En], expressa seus sentimentos com estas palavras: “Alegadamente o [Governo do] Paquistão teria chamado a embaixadora Norte Americana, Anne W. Patterson, no escritório de Assuntos Exteriores daqui para registrar seu protesto a respeito do incidente em Angoor Adda. Mas agora não está realmente claro se as autoridades paquistanesas é que criticaram Patterson ou se foi a querida Anne que cuspiu veneno sobre as autoridades paquistanesas por terem dado sangue o bastante para derramar em Angoor Adda”.

Muitos blogueiros protestaram contra os ataques exibindo uma imagem em seus blogues, onde se lê “Nós Protestamos Contra os Ataques dos EUA no Paquistão”.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.