Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Peru: Governo Tenta Impedir Protestos no Norte

Os meios de comunicação começaram a dar mais cobertura aos protestos que estão acontecendo no Norte do Peru [En]. O jornal La República escreveu que a comissão encabeçada pelo Ministro do Meio-Ambiente Antônio Brack não obteve muito sucesso [Es]. Mais e mais grupos indígenas estão se juntando à causa e ocupando importantes companhias estatais e de petróleo. Além disso, o governo federal declarou estado de emergência na área [Es], clamando pela restauração da ordem. Contudo, os protestos continuam.

Muito poucos blogueiros da capital, Lima, estão falando sobre o assunto, e como diz o blogueiro do Desde el Tercer Piso [Es]: “Para aqueles que vivem em Lima, é difícil entender o porquê deste sério conflito social estar acontecendo nas selvas de nosso país“. Ele aponta para o tratado assinado pelo governo Peruano há alguns anos, que obrigava o Estado a consultar os indígenas a respeito daquilo que afetasse as suas terras. Os recentes decretos legislativos modificaram estas pactuações, e o blogueiro acredita que o Tribunal Constitucional deverá decidir sobre a questão. Ele acrescenta que além da possibilidade de inconstitucionalidade destes decretos, pode haver também questões ambientais a serem consideradas.

O blogue La Pagina de Milanta [Es] também tem um post com uma análise dos decretos legislativos que estão afetando as comunidades indígenas. Susana Villarán [Es] publica uma nota sobre as dinâmicas de diálogo entre os grupos indígenas e o governo:

Los indígenas que se oponen a los DL recientemente dictados al amparo de las facultades delegadas por el Congreso quieren que el jefe de Gobierno les de la cara. Son jefes de sus Pueblos. Quieren al Jefe del gobierno. Allá o acá en Lima. Tienen razón. Me pregunto, sin embargo, por qué no va a Santa María de Nieva, a San Lorenzo el presidente García y les explica su punto de vista acerca de los supuestos beneficios que obtendrán los Pueblos Indígenas de los Decretos Ley que promulgó con tanto júbilo? ¿Tiene tiempo para los empresarios e inversionistas pero no para los indígenas en cuyas tierras se orienta la inversión? ¿Acaso los convocó a su Palacio antes de promulgar los DL para conocer su opinión y escucharlos y convencerlos o convencerse?. La concertación no es su fuerte y menos, el escuchar a quienes siempre han sido postergados y discriminados.

“Os indígenas que se opõe aos decretos legislativos recentemente ditados pelo Congresso querem que o chefe do Governo venha conversar com eles. Eles são chefes de seus povos. Eles querem, então, o chefe do Governo. Lá, ou aqui em Lima. E eles tem razão. Me pergunto, então, por que é que o presidente García não vai a Santa Maria de Nieva, a San Lorenzo, e lhes explica seu ponto de vista acerca dos supostos benefícios que obterão os Povos Indígenas dos Decretos de Lei que promulgou com tanto júbilo? Ele tem tempo para os empresários e para os investidores, mas não para os índios cujas terras são alvo do investimento? Por acaso os convidou a seu palácio antes de promulgar estes decretos legislativos, para saber suas opiniões ou escutar-los e convencê-los, ou convencer-se? Diálogo não é o seu forte, e muito menos escutar aqueles que sempre foram postergados e discriminados.”

O blogue El Útero de Marita [Es] mostra que há outros personagens que podem estar envolvidos no conflito:

Cuidado, por ejemplo, con la presencia del humalista Víctor Isla, uno de los mayores sospechosos de la depredación de la selva, que está merodeando a las organizaciones indígenas alzadas. De hecho va a querer jalar agua para su molino. Por suerte, en la protesta también está el hermano Paul Mc Auley, fundador de la Red Ambiental de Loreto, y antagonista jurado de Isla. Lo increíble es que la PCM, según Correo, está tramitando ¡la expulsión del país Mc Auley! Eso sería no saber cómo se manejan internamente las cosas en la Amazonía. Sería ver, una vez más, las cosas en blanco y negro.

“Cuidado, por exemplo, com a presença do humalista (seguidor do ex-candidato a presidência Ollanta Humala) Victor Isla, um dos maiores suspeitos da depredação da selva, que está transitando e rondando algumas associações indígenas [Es]. Ele certamente quer tirar vantagem da situação. Por sorte, também envolvido nestes protestos está o Irmão Paul McAuley, fundador da Rede Ambiental de Loreta e inimigo jurado de Isla. Incrívelmente, o Conselho de Ministros, de acordo com o Correo, está tentando providenciar a expulsão de McAuley do país [Es]! Isso mostra que eles não sabem como as coisas funcionam internamente na Amazônia. Eles estão vendo as coisas, novamente, em preto e branco.”

Por fim, o blogue Agencia de Noticias Spacio Libre [Es] publicou um vídeo do Exército treinando em Iquitos na esperança de “reestabelecer a ordem pública”.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.