Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Paraguai: Presidente Lugo Abre Mão de seu Salário

A presidência de Fernando Lugo começou com o anúncio de que ele abrirá mão de seu salário mensal. “Eu não preciso deste salário, que pertence aos pobres” [Es], disse Lugo. Blogueiros locais enxergaram estas declarações de modos diversos. Enquanto um deles aplaude a decisão, outro se pergunta como Lugo irá pagar então por suas despesas.

Carlos Rodríguez do Rescatar [Es] sumariza as reações de alguns órgãos de imprensa, que estariam descreditando o gesto ao apontar que o ex-sacerdote não tem uma esposa e filhos para sustentar, enquanto outros se perguntam se ele irá gastar os fundos reservados à sua disposição. Contudo, Rodríguez vê as coisas de outra forma [Es]:

En ese contexto, el anuncio de Lugo de renunciar a su salario, nosotros lo interpretamos como un mensaje de “no vengo por el dinero”.
Trascendente y crucial mensaje en una nación en la que un elevado porcentaje de políticos, elevadísimo más bien, se lanza al ruedo en busca de poder político para alcanzar lo más pronto posible el poder económico, justamente robando.

“Neste contexto, da declaração de Lugo de que irá renunciar a seu salário, nós podemos interpretar como uma mensagem de que ‘não venho pelo dinheiro’. Uma mensagem transcendente e crucial em uma nação onde uma elevada porcentagem dos políticos, elevadíssima a bem dizer, se lançou na política em busca do poder político para alcançar o quanto antes o poder econômico, através do roubo.”

Por outro lado, Jorge Torres Romero do blogue Detrás del Papel [Es] não vê as coisas da mesma forma e pensa que esta não foi uma manobra inteligente:

Al día siguiente de este anuncio de Lugo, algunos medios de prensa lanzaron la pregunta si quien se animaba seguir el ejemplo del presidente. Obviamente, nadie. Federico Franco, por ejemplo, aclaró que tiene una familia que mantener y vaya razón más que suficiente para no desprenderse de ese derecho legítimo de cobrar su salario.

¿De qué va vivir el presidente?¿Quién pagará por su ropa, su comida y otros gastos que pueda tener?¿Es tanto el ahorro que tiene?¿Vivirá de la renta de sus inmuebles?¿Estará pagando sus impuestos? ¿O esperará la colaboración, los regalos e invitaciones de los amigos?

“No dia seguinte ao anúncio de Lugo, alguns meios de imprensa lançaram um questionamento sobre se alguém mais se animava a seguir o exemplo do presidente. Obviamente, ninguém o fez. Federico Franco, por exemplo, esclareceu que tem uma família para manter e que isso é razão mais do que suficiente para não abrir mão de seu direito legítimo de cobrar seu salário.
De que irá viver o presidente? Quem pagará por suas roupas, sua comida e outros gastos que possa vir a ter? Serão tantas as suas reservas financeiras? Viverá do aluguel de suas propriedades? Estará pagando seus impostos? Ou contará com a colaboração, os presentes e os convites de seus amigos?”

Imagem de thumbnail por Fernando Lugo APC, usada sob licença Creative Commons.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.