Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Equador: O uso da mídia durante a Campanha do Referendo Constitucional

Tarqui Grenadier em Quito na noite libertária – Foto fornecida pela Presidencia de la Republica. e usado sob licença Creative Commons.

O dia 10 de agosto é considerado feriado nacional no Equador, pois foi nesse mesmo dia, em 1809, que o povo de Quito declarou sua independência da Espanha. Liderado por Eugenio Espejo que foi um herói nacional.

Por todos os lados os equatorianos comemoram o dia da Independência com bandeiras alçadas, fogos de artifício, festivais de música, manifestações culturais e muito mais, mas a blogoesfera ainda está com o recente Referendo na cabeça, principalmente com o fato de como a mídia (em especial a TV) tem contaminado o pensamento de muitas pessoas e até crianças, e a forma com que esses canais tem sido usados pelo governo para promover o Referendo Constitucional.

 Andres Martinez [ES] do Ateniense in Madrid, fala a respeito do mal entendido sobre o discurso livre da televisão equatoriana e diz que eles vão além dos conceitos de ética, moral e dos limites normais da liberdade. Ele apelidou isso de “Teleporcaria”:

A esto se debe sumar la tergiversación de contenidos por parte de los propios medios de comunicación, situación visible pues amparados en el derecho fundamental a emitir información, estos, manipulan, agreden, intoxican, deforman, deseducan y pervierten. La libertad de información ha terminado por ser una libertad propia de los medios y no de la sociedad y el ciudadano como debería ser

Deve-se considerar a distorção de informações por grande parte da mídia porque é óbvio que eles estão protegidos pelos direitos fundamentais para transmitirem tais informações, então eles manipulam, atacam, intoxicam, distorcem, desmoralizam e ensinam o impróprio. A liberdade de informação acabou, por ser tão somente da mídia e não da sociedade e do cidadão como deveria ser.

La Alharaca [ES]  afirma que o dinheiro gasto pelo governo teria melhores usos. Ela, que trabalha em uma das maiores empresas de publicidade, diz que o gasto de 40 milhões de dólares em propagandas é absurdo e nunca ocorreu isso na história do Equador. Falando no TGRP (Target Gross Rating Points, algo como “meta de pontos de audiência bruta), ela diz:

Lo cierto es que el vendaval de publicidad oficial al que estamos expuestos los ecuatorianos es impresionante. Son casi 15 millones de dólares gastados hasta el momento, que en realidad corresponden a una campaña de un valor de 40 millones de dólares, en el lapso de 19 meses de gobierno. Se han desembolsado 15, en base a descuentos otorgados por los medios, pero el valor real de la campaña es 40 millones de dólares (según fuente El Universo).

Nós equatorianos, estamos expostos a um impressionante vendaval de publicidade governamental. Até agora o gasto chega a quase 15 milhões de dólares, que na verdade correspondem a uma campanha que vale 40 milhões de dólares em um curto período de 19 meses de governo.
Foram desembolsados 15 milhões, baseado nos dados informados pela mídia, mas o valor real dessa campanha é de 40 milhões de dólares (segundo a fonte EL Universo).

1 comentário

  • Luiz Antonio

    tradução livre e desapegada das formas tradicionais, boa interpretação do texto – queremos mais!!

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.