Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

China: Hora de fazer flexão

Sabe por que milhares de internautas na China estão fazendo flexão?

No Tianya.cn, está chovendo postagens sobre flexão. Quando uma nova postagem é colocada em um grupo de discussão, as pessoas correm para deixar um comentário rápido, por exemplo, “Estou aqui para fazer flexão!”, “Que é que essa merda tem a ver comigo? Só estou aqui para fazer flexão!”

Muitas pessoas registraram novas identificações digitais com frases que incluem ou são relacionadas a flexão. No baidu.com, onde as pessoas podem criar grupos com palavras chaves, o grupo da flexão ganhou mais de 10.000 mensagens da noite para o dia, enquanto há pouco tempo costumava receber apenas algumas centenas de mensagens.

Fuwocheng.com, um site denominado com a palavra chinesa para flexão, foi criado. No site, você poderá encontrar um botão para “fazer flexão”, e em seguida ver quantas pessoas de regiões diferentes estão fazendo o mesmo exercício que você. Xangai chegou ao topo da lista com 20.000.

Mas tem uma coisa estranha: você não pode fazer mais que três flexões. Outra coisa: ocasionalmente, as pessoas pularão em cima de você, alertando com as melhores intenções que você deveria parar na segunda

注意,俯卧撑最多只能做两个,否则后果自负!

Cuidado! Apenas 2 flexões! Ou você deverá ser responsabilizado por suas ações.

Ou

做完俯卧撑后要四周看看,小心有人被自杀!

Depois de fazer flexões, dê uma olhada ao seu redor. Esteja alerta para o fato que alguém será suicidado!

(não se trata de um erro, suicidado aqui vem na voz passiva. Você saberá o porquê em seguida.)

Agora, fazer três flexões é a arma mais letal de todos os tempos.

A origem da onda de flexões

A origem dessas flexões, com implicações políticas importantes, tem que ser recontada desde a recente tumulto que aconteceu em Weng’an, Guizhou em 28 de junho. Naquele dia, uma multidão de mais de 30.000 pessoas tocou fogo em uma delegacia de polícia para protestar porque a polícia local estava escondendo três jovens, com possíveis ligações a oficiais locais, suspeitos de serem responsáveis pela morte de uma estudante de 15 anos, Li Shufen (李淑芬). Os pais de Li alegam que eles estupraram e mataram a filha deles, a julgar pelos ferimentos no corpo.

Os rumores apontam que a polícia teria acobertado os reais assassinos, dizendo que a garota teria simplesmente se afogado.

Embora as imagens do conflito tenham sido gravadas por telefones celulares e câmeras de moradores locais, chocando o país que viu centenas de jovens em idade escolar depedrando e quebrando a delegacia de polícia, a imprensa oficial apenas tocou no assunto, dizendo que o incidente fora iniciado por criminosos.

Enquanto isso, a censura foi lançada e funcionários públicos estavam trabalhando 24 horas por dia para apagar qualquer texto relacionado ao assunto na internet chinesa. Mas não foi possível acabar completamente com vídeos e campanha boca-a-boca.

Embora sob pressão, apenas no dia primeiro de julho a Agência de Informações de Guizhou finalmente publicou uma declaração oficial. O tom não foi alterado, e a causa do conflito foi também apresentada erroneamente como um pequeno grupo de agitadores liderando a massa, e defendendo o argumento de que a garota morreu afogada sem ser estuprada.

Foi exatamente a declaração abaixo, que revelou o que aconteceu na noite de 21 de junho, de acordo com o ponto de vista da polícia, que inspirou a onda de flexões.

O trecho (citado no Caijing.com) segue assim:

经过调查得知,6月21日20时许,李树芬与女友王某一起邀约出去玩,同李树芬的男朋友陈某及其朋友刘某等吃过晚饭后,步 行到西门河边大堰桥处闲谈。李树 芬在与刘某闲谈时,突然说:“跳河死了算了,如果死不成就好好活下去”。刘某见状急忙拉住李树芬,制止其跳河行为。约10分钟后,陈某提出要先离开。当陈 某走后,刘某见李树芬心情平静下来,便开始在桥上做俯卧撑。当刘某做到第三个俯卧撑的时候,听到李树芬大声说“我走了”,便跳下河中。

As investigações mostram que às 20h do dia 21 de junho, Li estava com Wang, seu namorado Chen e Liu, uma garota (4 no total). Depois do jantar, eles conversaram e andaram na direção da ponte Dayan que cruza o rio West Gate. Enquanto conversava com Liu, Li de repente disse: “Eu vou pular no rio, que seja. Se eu não morrer, continuo vivendo.” Liu teve que puxar Li de volta imediatamente para impedir o suicídio. Dez minutos depois, Chen foi embora. Liu, ao ver que Li já tinha se acalmado, começou a fazer flexões na ponte. Ao completar a terceira, ele de repente ouviu Li gritando “Já fui”. Em seguida, Li pulou no rio.

O corpo dela foi encontrado 3 horas depois.

Três flexões, uma arma fatal, um feitiço ou uma mágica? Pelo menos, as pessoas encontraram uma grande fonte de diversão nessa declaração, fazendo com que todo mundo caia na risada. Vários suspeitas ainda não foram esclarecidas. Como gangues conseguiram destruir uma delegacia? Todas as crianças mostradas nos vídeos são criminosas? Por que Li queria se suicidar? Por que o tio de Li foi atacado depois de fazer a reclamação na delegacia de polícia? Não há explicações, só piadas de flexões.

Como a guerra de postar e deletar ainda estava acontecendo, os internautas estavam de saco cheio dessa labuta. Finalmente, alguns minutos depois dessa declaração oficial, uma postagem entitulada 我是来做俯卧撑的 (Estou aqui para fazer flexões) apareceu no Tianya, e a campanha do abdominal cresceu com uma rapidez avassaladora. Postagens similares se espalharam pela internet. Essa pode ser a única maneira através da qual internautas podem aludir aos fatos com os quais eles se preocupam, ou apenas desabafar sua raiva e tristeza.

给我做三下俯卧撑,我也能推动地球。——阿基米德

做俯卧撑还是不做,是个问题。——哈姆雷特

我有一个梦想,有这麽一天,每一个黑人都可以自由地做俯卧撑,而没有人去问他们为什么!——马丁.路德.金

Me dê três flexões – e eu flexionarei a Terra. ——-Arquimedes
Fazer ou não fazer flexões – eis a questão. ——–Hamlet
Eu tenho um sonho, que um dia os negros poderão fazer flexões livremente, e ninguém perguntará o porquê. ——-Martin Luther King.

A lista não tem fim.

An anchorman doing push-up at Bird-nest

Um apresentador famoso Qu Zhihang(区志航) faz flexões no Estádio Nacional, imagem do Qu's blog.

Vários ditados foram editados em ritmo de flexões. Estórias famosas tiveram seus roteiros flexionadas pelo tema. Celebridades tiram fotos delas mesmas fazendo flexões. A criatividade das pessoas silenciosamente – mas com vivacidade – luta contra a censura. A gente faz flexões!

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.