Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

República Dominicana: Questionando o Leite Dado às Crianças na Escola

Foto por Guille Padilla, usada sob a licença Creative Commons

Foto por Guille Padilla, usada sob a licença Creative Commons

O que poderia parecer uma pequena notícia sem consequências, está levando a República Dominicana ao escândalo do leite. Está sendo blogado que água com açucar está sendo dada às crianças na escola no lugar de leite normal. O Daily Dominican [en] escreve:

The Dominican Pediatrics Society (SDP) is calling for the Ministry of Education to discontinue the purchase of a breakfast drink that a TV investigative journalist Nuria Piera determined fails to meet its own established minimum standards of nutrition. Dr. Tharsis Hernandez, president of the SDP said that what the Ministry is serving is “whey” or “water with sugar.

A Sociedade Dominicana de Pediatria (SDP) está solicitando ao Ministério da Educação que interrompa a compra da bebida para café da manhã que a jornalista investigativa de TV, Nuria Piera, afirmou não atender aos padrões mínimos de nutrição que eles próprios estabeleceram. A doutora Tharsis Hernandez, presidente da SDP disse que o que o Ministério está servindo é “soro de leite” ou “água com açucar”.

O Ministério da Educação tem contratos com diversos fornecedores de leite, dos quais um deles é a Lacteos Dominicanos (Ladom), de acordo com o Blog Santo Domingo [es]. A pessoa do governo que está presidindo esta questão da qualidade do leite dado à crianças na escola é a ministra Alejandrina German, cuja filha trabalha numa posição administrativa na Ladom. German disse que o líquido não é tóxico:

Pero esa no es la inquietud en relación al líquido que Lacteos Dominicanos (LADOM) introduce en nuestras escuelas públicas y pretende hacer pasar por leche. El problema está en que este líquido no tiene los nutrientes suficientes para llamarse leche y es comparable a un suero de agua con colorante. Frente a estas acusaciones Alejandrina Germán se hizo la loca y declaró que el líquido no intoxica. ¿Y cuando ha visto ella que el agua con colorante intoxica?

Mas esta não é a inquietude em relação ao líquido que Lacteos Dominicanos provê em nossas escolas públicas e pretende passar por leite. O problema é que o líquido não contém os nutrientes necessários para ser chamado de leite e é comparável a um soro de água com colorante. Frente a estas acusações Alejandrina Gérman se fez de loca e declarou que o líquido não intoxica. E desde quando ela viu que água com colorante intoxica?

Piera, a jornalista da Color Vision, revelou a notícia no início de junho. Clave Digital [es] blogueou que recebeu uma carta de um pai preocupado sobre a aparente falta de qualidade do leite que seu filho recebia e a impossibilidade dos pais de dar outro tipo de leite a seus filhos. Piera, junto com o jornalista Odalis Castillo, realizaram testes independentes no leite para descobrir que a marca Ladom não atingia as qualificações mínimas de proteína.

German negou essas afirmações, de acordo com o Clave Digital [es], dizendo que não havia nenhum leite no sistema escolar que não atingia as proteínas requeridas. No entanto, quando pressionada por repórteres, ela se negou a mencionar o fornecedor de leite que estava temporariamente suspenso.

O blogger Leoncio Bautista do El Informador [es] escreveu que o presidente da Federação Dominicana de Comerciantes, Ivan Garcia, disse que todo ano a Lacteos Dominicanos (Ladom) sofre ataques devido a inabilidade de outros produtores em atingirem o nível de excelência da Landom; e que a competitividade deste tipo de negócio leva a falsas acusações.

Explicó que ahora se han inventado que la leche que sirve esta industria al Desayuno Escolar “es pura agua”, una denuncia falaz, sin fundamentos, que no resiste al más mínimo razonamiento de una población inteligente, como la dominicana, que sabe distinguir entre lo bueno y lo malo, lo que tiene calidad en el mercado.

(Garcia) explicou que a invenção de que o leite que esta indústria serve para o café da manhã escolar “é pura água” é uma denúncia falsa e sem fundamentos, que não resiste ao mínimo de raciocínio de uma população inteligente, como a dominicana, que sabe distinguir o bom do mau, o que tem qualidade no mercado.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.