Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Os Simpsons Expulsos da Venezuela

Parece que o governo venezuelano não gosta muito da série televisiva criada por Matt Groening: Os Simpsons . O programa de TV americano, muito popular durante dez anos, foi, recentemente, banido de um canal de televisão privado da Venezuela, por ordem do governo. Aparentemente, a agência governamental de controle da mídia recebeu algumas reclamações porque Os Simpsons estava sendo transmitido às 11:00h da manhã. É estranho que depois de tanto tempo de popularidade no país, o programa tenha sido alvo de reclamações.

A proibição caiu como uma bomba e se tornou um escândalo de opinião pública, não somente pela surpresa, mas também porque o programa escolhido para substituir Os Simpsons foi Baywatch (conhecido como SOS Malibu, no Brasil).

O Blog Actitud (ES) diz:

Los Simpson han sido considerados muy fuertes y por ende censurados en Venezuela. El tema es que por qué tomar esta decisión después de tanto tiempo de que existe la serie tan popular.

Os Simpsons têm sido considerados muito grosseiros e por isso foram censurados na Venezuela. A questão é porque tomar esta decisão depois de tanto tempo de existência de uma série tão popular.

Na Argentina, o Blogus tem uma opinião mais agressiva:

Ya está bien Chávez!, es increíble que te transformes en una ridícula y decadente caricatura de vos mismo, que todas las ideas socialistas se transformen en stalinistas, que los controles a la prensa sea casi igual a la censura empleada en regímenes dictatoriales. Ya está bien. Ya sabemos como latinoamericanos lo que pasa con los que se creen los salvadores del mundo; tarde o temprano la pagan. ¿No aprendiste la lección en el referendum que perdiste? No Chávez, Los Simpsons, no. ¿No te das cuenta que aunque el formato de familia que representan puede ser extrapolado a todas las familias occidentales, es más una crítica a la sociedad estadounidense? (…)Si vos querés que tu modelo de familia no sea el de Homer y compañía, dejá que la sociedad y los niños la comparen.

Já chega Chavez! É incrível que tenha se tornado caricatura tão ridícula e decadente de você mesmo. Que todas as idéias socialistas se transformem em stalinistas. Que os controles à imprensa sejam quase iguais à censura imposta pelos regimes ditatoriais. Já chega! Já sabemos, como latino americanos, o que acontece com aqueles que acreditam ser os salvadores do mundo: cedo ou tarde terão que pagar por isso. Não aprendeu com a lição do referendo que você perdeu? Não Chavez, Os Simpsons não. Você não percebe que, ainda que o formato de família apresentado se aplique às famílias ocidentais em geral, o programa é na verdade uma crítica à sociedade norte-americana? Se não quer que o nosso modelo de família seja o de Homer e companhia, deixe que a sociedade e as crianças comparem.

O blog Noticias y entretenimiento (ES) também reage:

Que!?!?
El organismo de control televisivo del país asegura que la serie es “una mala influencia” para los menores.
Los niños venezolanos ya no podrán ver Los Simpson. El gobierno de Chávez ha obligado a retirar de la programación Televen, un canal privado de televisión, la mítica serie protagonizada por Homer, Marge, Bart, Lisa y Maggie. La serie ya tiene sustituto, los musculosos socorristas enfundados en rojos bañadores de Los vigilantes de la playa. (O si… que buena influencia!!!)

O que?
O órgão de controle televisivo do país afirma que a série é uma “má influência” para os menores.
As crianças venezuelanas não poderão mais ver Os Simpsons. O governo Chavez obrigou a Televen (um canal de televisão privado) a retirar da programação a lendária série protagonizada por Homer, Marge, Bart, Lisa e Maggie. A série já tem substituto: os musculosos salva-vidas de sungas e maiôs vermelhos da praia de Malibu. (Ah sim… que boa influência!!!)

O Periodista Digital (ES) diz:

El presidente venezolano ha vuelto a meter mano en la tele. Ahora, por el bien de los niños. Piensa que la serie es una “mala influencia para los niños” y ha decidido que los infantes se entretengan viendo los tremendos escotes de las vigilantes de la playa; una, “menos controvertida”.

O presidente venezuelano meteu a mão na televisão novamente. Agora, para o bem das crianças! Ele acha que a série é uma “má influência para as crianças” e decidiu que meninos e meninas devem se divertir assistindo aos incríveis decotes das salva-vidas, um programa menos polêmico.

3 comentários

  • Esta notícia aparentemente sem importância, evidencia o tirano Chavez nas suas decisões autoritárias, impositoras e retrógradas que não corresponde aos anseios da maioria dos cidadãos venezuelanos. Basta vermos a recente rejeição popular às suas ações (mais de 90% da sociedade venezuelana repudia sua truculência desde as suas declarações e posicionamento de seus exercito fortemente armada na fronteiro com a Colombia, contra Uribe no combate que abateu-se o Porco Reyes). É uma decisão, unilateral, ao impor o que se deve ou não estudar, ler, assistir, ver ou meramente pretender qualquer que seja a opção que os indivíduos tem por natureza. É óbvio, que esta é mais uma medida chavista de cunho totalmente anti-americanicista e pretende sim limitar ao seu jugo o povo venezuelano e isolá-los do resto do mundo. É a tal CENSURA às Radios, às Tv´s, à Imprensa, à Liberdade, aos Direitos de escolha, de expressão, de comunicação. Interditem hermanos este Loco antes daqueles cincoenta ãnos do camarada Castro, sobretudo, antes que também suprima seus direitos, de IR e VIR como em Cuba! Marta

    http://femmes-contraatacam-falacias.blogspot.com/2008/04/censura-chavista-probe-transmisso-de-os.html#links

  • Olá Marta,

    fiquei com uma dúvida ao ler seu comentário
    quais são as suas fontes para afirmar que “mais de 90% da sociedade da venezuela repudia” a truculencia de Chavez? 90% é um bocado de coisa. Você tem alguma fonte fidedigna para afirmar isso, ou está se referindo apenas à “alta sociedade” da Venezuela — aquela que ficou órfã do governo de direita que fracassou em golpear Chávez para fora do poder?

    E quando você fala de censura a rádios e tvs, você também se apoia em alguma fonte fidedigna — posto que blogueiros à esquerda e à direita no país não reforçam esta tese — ou se refere apenas ao que é dito pela mídia política compromissada com uma facção política venezuelana?

    Soltar estatísticas e afirmações sem base me faz lembrar da nossa direita. Diga-me, Marta: você é afiliada ao partido DEMocrata? ;)
    Pareces bem comprometida com a causa de atacar o governo de Hugo Chávez. Trata-se de preocupação com o povo venezuelano, ou com alguma agenda política específica das Américas?

  • José Roberto

    Para os desavisados que só acreditam em uma versão dos fatos….

    http://carosamigos.terra.com.br/nova/ed134/geral_simpsons.asp

    A “proibição” de Os Simpsons na Venezuela
    (ou Como usar uma matriz de opinião)

    por Jadson Oliveira

    A “notícia” sobre a suposta proibição da série estadunidense Os Simpsons, determinada pelo governo da Venezuela, correu o mundo em meados do mês de abril. Na Internet, apareceram matérias com títulos como: “Venezuela não verá mais Os Simpsons”, “Chávez censurou Os Simpsons”, “Chávez ‘estrangula’ Os Simpsons”, “Hugo Chávez ataca até os desenhos animados”, conforme registra Javier Adler, em Kaosenlared.net. Ele anota também títulos da imprensa espanhola considerada “séria”: “Os Simpsons, proibidos para crianças na Venezuela” (jornal El País), “O governo venezuelano proíbe a emissão de Os Simpsons e em seu lugar passará Os Vigilantes da Praia” (La Vanguardia, que se refere ao nome em espanhol da série Baywatch, também norte-americana, que a TV Globo apresentou no Brasil, às 17 horas, com o nome SOS Malibu), “Os Vigilantes da Praia, mais educativos que Os Simpsons” (El Mundo).

    O que teria acontecido realmente? Qual seria a notícia? Pura e simplesmente, a Comissão Nacional de Telecomunicações (Conatel), órgão encarregado do setor, determinou à Televen, emissora de TV privada que transmite a série, que mudasse o horário do programa, fora do período considerado apropriado para crianças e adolescentes (entre as 7 e 19 horas), em atendimento a reclamações de telespectadores. (Uma orientação comum adotada pelos países ditos civilizados, como o Brasil, por exemplo). A série ia ao ar às 11 horas da manhã. A Televen a substituiu por Os Vigilantes da Praia (Baywatch) e logo depois passou a exibi-la às 19 horas.

    Se isso houvesse ocorrido em outro país “normal” (como certamente ocorre), não seria nem notícia. Mas na Venezuela de Hugo Chávez… tudo vira um Deus nos acuda! Por que? Porque Venezuela lidera hoje um processo de integração soberana dos povos da América Latina, com a perspectiva do socialismo como alternativa ao capitalismo. (Além do olho grande nas imensas reservas de petróleo). E isso bate de frente com os interesses de um inimigo poderoso, o império estadunidense, que necessita, a todo custo, desqualificar o principal líder de tal processo. Então, utiliza, dentre suas ferramentas, uma poderosíssima: a manipulação da informação. E para que a coisa funcione bem, os laboratórios da “inteligência” dos Estados Unidos (a CIA e seus tentáculos nos meios de comunicação) fabricam o que se chama “matriz de opinião”.

    O que é isso? Emissoras de rádio e TV e jornais batem quase todos os dias numa mesma tecla e aquela “informação”, sempre repetida, com um mesmo viés, termina se transformando num senso comum na cabeça das pessoas. Então, acabam acreditando na “notícia”: Hugo Chávez proibiu que os venezuelanos assistam às aventuras de Os Simpsons. Porque já está implantada, na cabeça das pessoas, uma matriz de opinião, segundo a qual o presidente venezuelano é capaz de tudo, aquele ditador, truculento (quiçá um terrorista!), apesar de ter vencido uma dezena de eleições. Não é por acaso que a discussão sobre matriz de opinião, terrorismo midiático e guerra de quarta geração faz parte do dia-a-dia na terra da revolução bolivariana.

    Assim, enquanto os venezuelanos continuam a ver as peripécias da família Simpsons, às 19 horas, através da Televen, quantas pessoas pelo mundo têm hoje a falsa informação de que a série está proibida no país? A “notícia” transforma a determinação de mudança de horário em proibição total, evolui para envolver o presidente “despótico” e chega até a insinuar que tem o dedo do governo na troca por Os Vigilantes da Praia, o que seria risível, já que esta tem um conteúdo ideológico muito mais dentro do padrão dos heróis estadunidenses.

    Jadson Oliveira é jornalista.

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.