Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Israel: Juventude beduína usa IM para driblar as proibições culturais

Adnan Gharabiya, 34, vive em Wadi al-Na'am, uma comunidade beduína próxima a Ramat Hovav, no sul de Israel. O lugar não tem conexão à rede elétrica ou água encanada. Enquanto trabalhava em sua tese, Gharabiya descobriu que aplicativos de mensageria instantânea são extremamente populares entre a juventude beduína, o segmento mais pobre e negligenciado da população de Israel. As jovens acham a mensageria instantânea extremamente útil, pois as permite driblar proibições culturais e fugir da observação alheia enquanto conversam com garotos, ou mesmo se apaixonar.

Logo abaixo, uma entrevista com Gharabiya[En]:

“The tribal structure is very strong, and a teenage boy up to age 18 is almost constantly around the tribe and the community,” says Gharabiya. “The Bedouin are usually isolated and cut off also from the rest of Israeli society, from the rest of the Arab sector, which lives mostly in the north, and from Arabs in other countries. Chat rooms open a window.”

The Internet made the greatest change in the lives of young girls. “In Bedouin society there is rather strict separation of the sexes, and a chat room is the only place where they can talk with members of the opposite sex,” says Gharabiya. “It is especially significant for the girls, because their social circle is even smaller, and their freedom of movement is limited. Not all of them can leave their parents’ community. Unlike the boys, girls are not allowed to go to town after classes, or to visit friends. In this respect, technology is very important.”

“In our society, the girl must be respectable and act moderately, because what’s important for a girl in this society is her reputation,” said A., one of the girls interviewed for the research. “In Bedouin society, it is forbidden to talk to a boy, to send him letters and to fall in love with him … but in a chat room, no one knows if you’re talking to boys there. They think you’re a good, respectable girl, and that’s the main thing. You write to people while no one sees you, but you and your real-life behavior are always under scrutiny.”

Chat rooms let them bypass customs and prohibitions, and overcome the strict limits in traditional society, primarily the separation of the sexes and the severe restrictions imposed on women. “There is a lot more freedom in a chat room,” says Gharabiya. “Among the family, it is not common to discuss all subjects, primarily when the children are adolescents. In a chat room, you can discuss everything, if you find someone who is receptive.”

“‘A estrutura tribal é muito forte, e até os 18 anos um garoto adolescente estárá constantemente na tribo e na comunidade,’ diz Gharabiya. ‘Os beduínos são geralmente isolados e excluídos do resto da sociedade israelense, do resto do setor árabe, que vive principalmente no norte, e dos árabes de outros países. Salas de chat abrem uma janela.’
A internet causou a maior mudança na vida das adolescentes. ‘Na sociedade beduína há uma separação bastante estrita dos sexos, e uma sala de bate papo é o único lugar onde se pode falar com membros do sexo oposto’, diz Gharabiya. ‘Isso é ainda mais significativo para as meninas, pois seu círculo social é ainda menor, e sua liberdade de movimentação é limitada. Nem todas elas podem deixar a comunidade dos pais. Ao contrário dos rapazes, às moças não é permitido ir para a cidade depois das aulas, ou visitar amigos. A este respeito, a tecnologia é muito importante.’
‘Em nossa sociedade, a jovem precisa ser respeitável e agir com moderação, pois o que é importante para uma garota nesta sociedade é a sua reputação,’ disse A., uma das garotas entrevistadas para a pesquisa. ‘Na sociedade beduína, é proibido falar com um garoto, enviar-lhe cartas ou apaixonar-se por ele… mas em uma sala de bate papo, ninguém sabe se você está falando com garotos lá. Eles pensam que você é uma garota boa e respeitável, e isso que importa. Você escreve para as pessoas enquanto ninguém te vê, mas você e seu comportamento na vida real está sempre sob observação.’
Salas de bate papo os permite driblar os costumes e as proibições, e ultrapassar os limites estritos em uma sociedade tradicional, primáriamente a separação dos sexos e as severas restrições impostas às mulheres. ‘Há muito mais liberdade nas salas de bate papo,’ diz Gharabiya. ‘Entre a família, não é comum discutir-se todos os temas, principalmente quando os filhos são adolescentes. Em uma sala de bate papo você pode conversar sobre tudo, se encontrar alguém que seja receptivo.'”

1 comentário

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.