Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Demissão de Blogueiro: Censura ou apenas negócios?

A demissão abrupta do jornalista Paulo Henrique Amorim (PHA) de sua posição de âncora no portal IG esquentou o debate dos blogs esta semana. O estilo humorístico e cheio de opinião desenvolvido no blog ‘Conversa Afiada’ para atacar o que ele chama de ‘PIG’ — o partido da imprensa golpista — tounou-se referência para muitos blogueiros ‘à esquerda’, e muitos posts rapidamente denunciaram o surpreendente movimento do IG como censura.

O site de Luiz Carlos Azenha informa que Paulo Henrique Amorim foi demitido do IG nesta terça-feira. Por fax. O que chama a atenção, de cara, é a intempestividade da medida do portal de internet. Se não fosse o Azenha, estaríamos acessando o site do PH sem conseguir, e sem saber por que… Fica praticamente impossível deixar de especular sobre as possíveis injunções políticas do fato. Aguarda-se uma explicação do IG. Enquanto não vem, permite especulações e preocupação de que pode estar começando uma caça às bruxas jornalística, promovida sob as ordens de grandes empresas de mídia e de políticos que todos sabem quem são e que têm ascendência sobre tais empresas.
Demissão de PHACidadania.com

É importante mencionar que o IG se diferencia dos outros grandes veículos da Internet por sua abordagem simpática ao governo Lula. Esta perspectiva adiciona um tempero extra no enredo, pois fica mais difícil identificar as forças que estão por trás da demissão de PHA

Não há UM ÚNICO BLOG “DE DIREITA” DENTRE OS DESTAQUES DO IG. Repito: NÃO HÁ UM ÚNICO, UM MÍSERO, UM COITADINHO QUE SEJA. Mas bastou PHA zarpar do portal que já falaram naquelas bobagens de “PIG” e outros bordões ridículos e adorados pelos semoventes. Se houve alguma interferência política, foi a maior idiotice do planeta ou um movimento digno das jogadas de Kasparov. Ou então, tcharã!, não foi nada disso e o contrato foi rescindido pelos motivos mais prosaicos, mesmo.
MITOS SOBRE A RESCISÃO CONTRATUAL DE PAULO HENRIQUE AMORIMImprensa Marrom

O IG tem um Ombudsman, que publica um blog . Ele tem postado as opiniões dos usuários e leitores do portal sobre a demissão de PHA, a maioria delas negativas em relação ao fato. Após algum atraso, ele conseguiu também uma declaração oficial da assessoria de imprensa do IG:

Em atendimento a pedido de leitores que cobram uma manifestação do iG no caso Conversa Afiada, reproduz-se abaixo a posição divulgada pela assessoria de imprensa do portal: “O contrato com o site Conversa Afiada foi rescindido de forma unilateral a partir do dia 18 de março, respeitando todas as cláusulas contratuais. Haverá multa e o jornalista está sendo indenizado. A decisão de rescindir foi feita por conta de um processo de reestruturação de contratos de colaboradores do iG, que já começou há algum tempo. O site Conversa Afiada era altamente desvantajoso para o modelo de negócios do iG, principalmente em função da baixa rentabilidade provocada por poucos anúncios”.
As explicações do IGBlog do Ombusdman

A explicação tardia está ok, mas não foi suficiente. Portanto, os blogs seguem especulando.

Paulo Henrique Amorim tinha um salário alto no iG – bem lá para cima das dezenas de milhares de reais. Devia ser o blogueiro mais bem pago do país. Mas, para tentar imaginar os motivos de sua demissão, ninguém deve pensar apenas no valor de seu salário. Há mais aí no meio além de sua conhecida baixa audiência.
Paulo Henrique Amorim demitido do iGPedro Doria Weblog

Paulo Henrique Amorim, por sua vez, introduziu novos elementos neste enredo que não para de crescer, diretamente de seu novo website recentemente criado:

O CITI ME DEMITIU? Em lugar de responder a uma pergunta, o Citibank prefere cercear a liberdade de expressão. Reproduzo abaixo M&M que publiquei no Conversa Afiada, quando ainda estava no iG: “BrOi”: DANTAS CHANTAGEIA CITI. Para a “BrOi” sair, o Citi precisa fazer um acordo com Dantas. O que significa retirar da Justiça de Nova York a ação de US$ 350 milhões que move contra Dantas. Para obrigar o Citi a fazer o acordo, Dantas entrou na Justiça – neste processo que o Citi move contra ele – com um documento que Dantas obteve de forma criminosa… . Porque o Citi, depois de ir à Justiça contra Dantas, não pode ser cúmplice de uma patranha: apresentar em juízo um documento roubado.
O Citi me demitiu?Conversa Afiada

Quando a notícia de que o blog do PHA havia sido derrubado começou a se espalhar pela rede, muitos leitores buscaram explicações nos sites de outros blogueiros do IG. Neste contexto houve Mino Carta, um jornalista experiente conhecido por sua bagagem como editor de grandes revistas semanais, que decidiu encerrar seu blog no IG em reação ao que ele chamou de “ecos de situações inaceitáveis que tanto Paulo Henrique quanto ele conhecem de sobejo”. Mas houve também Luis Nassif, talvez o mais respeitado blogueiro neste momento, que veio em socorro à reputação do IG frente à blogosfera.

1. Há dois meses estou enfrentando o esquema mais barra-pesada que já atuou na imprensa brasileira. Nesse período todo, não houve nenhuma pressão da parte do iG. Em nenhum momento sofri qualquer espécie de veto ou restrição. 2. Houve um rompimento unilateral do contrato do iG com o Paulo Henrique. As duas partes têm sua dose de razão nas reclamações recíprocas, embora a forma como se deu o rompimento tenha sido desastrosa e deselegante. 3. Desejo todo sucesso do mundo ao Paulo Henrique – que, alias, me ligou hoje de manhã agradecendo a nota que coloquei sobre sua saída, assim como a menção ao novo endereço do seu site. Da parte do iG recebi ligação também informando que nada muda na liberdade com que o Blog tem atuado. 4. De modo algum o episódio pode ser interpretado como vitória do jornalismo de esgoto ou perda de espaço da blogosfera independente. O iG continua um espaço democrático. E Paulo Henrique sai bastante fortalecido com o episódio e as demonstrações de solidariedade e apoio que recebeu. 5. Aos leitores fiéis peço paciência e esforço para baixar a fervura.
De VoltaLuis Nassif Online

Uma versão bastante razoável sobre o imbróglio:

Ao que este blog conseguiu apurar – e não foi muita coisa ainda – a motivação do rompimento do contrato foi a postura firme de Paulo Henrique contra a fusão da Brasil Telecom com a Oi (a tal “Broi” de que ele tanto fala). Como a Brasil Telecom é controladora do iG, a versão faz sentido. E, a ser verdadeira esta versão, a recisão é, do ponto de vista do iG, compreensível.
Os motivos do rompimentoEntrelinhas

E um comentário quase óbvio de um blogueiro típico parece ser a melhor avaliação.

A situação, embora não seja uma regra sem exceções, que sirva de exemplo e peso nas discussões sobre parcerias entre blogs e a mídia tradicional, seja ela um jornal pequeno de pouca circulação ou um mega portal como o próprio iG: independência pessoal, tão valorizada em blogs, nem sempre combina com interesses empresariais.
Paulo Henrique Amorim e blogs em portaisPrensa 3.0

A saída de PHA do IG continuará a gerar debates apaixonados na blogosfera, mas a teoria que fala sobre a existência de censura tem perdido terreno para uma espécie de visão coletiva que parece identificar em tais eventos os necessários ajustes evolutivos de uma nova ecologia da mídia. De fato, mudanças estão acontecendo, e se espalhando muito rapidamente.

O mundo dos blogs está testemunhando mais mudanças agora do que tenho visto em anos. Mike Arrington está acompanhando de perto estas mudanças, e  reporta sobre algumas delas [en] (dinheiro, linkagem, e cliques). Mark Cuban causou um tanto de barulho alguns dias atrás ao escrever que jornais não deveriam chamar seus blogs de ‘blogs’ porque isto destrói suas marcas. Ei, eu concordo com isto. Cuban deu sequência a este argumento com outro post bem astuto sobre o tema. Fala que o que realmente importa é porque você faz o que faz.
The changeosphereScobleizer

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

2 comentários

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.