Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Irã: Estudantes protestam contra “apartheid de gênero”

 

Shiraz Protest

 Para ver o vídeo sobre o protesto, clique aqui:

Centenas de estudantes continuaram a protestar na Universidade de Shiraz Universidade contra o “apartheid de gênero” na terça-feira, 4 de março. O estudantes queriam que a universidade suspendesse a política, que começou em fevereiro, de separar homens e mulheres em diferentes salas de aula.

Os estudantes também pediram ao presidente da universidade que renunciasse, e exigiram melhorias em seus dormitórios e no refeitório. Eles também querem ter o direito de escolher os seus próprios representantes. No dia 4 de março, o protesto entrou no seu 8 º dia e vários blogueiros cobriram o acontecimento, enquanto que os principais meios de comunicação do país o ignorou.

Aqui está um vídeo de um dos estudantes presentes no protesto, em que os estudantes gritam: “É a nossa última mensagem, o movimento estudantil está pronto para a rebelião “.

Em um blog auto-intitulado “Socialist Students of Bahonar department of Shiraz”, podemos ver:

A couple of hundred students chanted slogans such as “Security and peace is our absolute right” (the Iranian government usually uses a nuclear energy is our absolute right slogan). The university is not a military base.

Uns duzentos estudantes pronunciavam slogans como “paz e segurança são nossos direitos absolutos” (o governo iraniano normalmente utiliza energia nuclear como o slogan de nosso direito absoluto). A universidade não é uma base militar.

O blogueiro acrescenta que as autoridades universitárias prometeram aos manifestantes que iriam negociar as demandas nos primeiros dias de manifestações. Mas parece que nada aconteceu concretamente.

O blogueiro afirma ainda que a liberdade dos estudantes foi limitada na universidade por causa da presença militar, fato que reforça a discriminação contra as mulheres e as moças.

Outro blogueiro, “Socialist students of literature at Shiraz University” (Estudantes Socialistas de literatura na Universidade Shiraz), protesta [F] contra a separação de sexos nas aulas, e intitula tal política um crime contra a humanidade. O blogueiro escreve que alguns alunos foram maltratados e que a crescente presença militar é preocupante para os estudantes.

Ta Azadi 86 escreve [Fa] que o movimento de protesto continua enquanto as autoridades crescem. O blogueiro afirma:

About 10 students were asked to appear in court. Several university professors were among the students. Basiji forces wanted to disrupt the demonstration but student resistance pushed them away.

Cerca de 10 estudantes foram convidados a comparecer ao tribunal. Vários professores universitários estavam entre os alunos. As forças Basiji quiseram perturbar a manifestação, mas resistência dos estudantes foi maior.

AmirKabir Khabarnameh, um website de informação sobre liderança estudantil, conta [Fa] que várias famílias de alunos foram contactadas por forças de segurança, pedindo para que proibissem seus filhos de participarem do protesto.

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.