- Global Voices em Português - https://pt.globalvoices.org -

Irã: Blogueiros islâmicos saúdam Imad Mughniyeh

Categorias: Irã, Guerra & Conflito, Ideias, Política, Relações Internacionais, Blogueiros

Líderes iranianos, incluindo o maior deles, Aiatolá Ali Khomenei [1], recentemente expressaram suas condolênciass [2] ao chefe do Hezbollah [3], Hassan Nasrallah, após a morte de Imad Mughniyeh [4], um dos maiores comandantes do grupo militante, saudando-o como um “grande homem”.

Mughniyeh foi apresentado pelo Presidente Bush como “um dos 22 terroristas mais procurados” na lista de Outubro de 2001 e também estava na lista dos mais buscados pelo FBI. Ele foi acusado de estar por trás do bombardeio aos quartéis da marinha em Beirute no ano de 1983 [5], que custou a vida de 241 fuzileiros.

Blogueiros islâmicos no Irã compartilham suas idéias sobre Mughniyeh ou “Haj [Hajji] Rezvan” [6], como eles lhe chamam. Eles também publicaram algumas fotos raras do líder.

Haj RezvanHaj Rezvan
Imad Mughniyeh sai de um avião e é entrevistado

O blogueiro iraniano Mersad afirma [7]:

I was in the street when I received an SMS telling me that Mughnieh had been assassinated. I froze in the middle of street. Emad Mughnieh was also called Haj Rezavan. I forwarded the SMS to my friends and 90 per cent asked me who he was. He was a super Mujahed of the Islamic world. This [assassination] was the end of one of Ruhollha's [Ayatollah Khomeini [8], the Islamic Republic's founder] children. It would have been a pity if his life ended any other way.

Eu estava na rua quando eu recebi um SMS a dizer-me que Mughnieh tinha sido assassinado. Eu congelei no meio da rua. Emad Mughnieh também era chamado de Haj Rezavan. Enviei um SMS para meus amigos e 90 por cento deles me perguntaram quem ele era. Ele era um super Mujahed do mundo islâmico. Este [assassinato] foi o final de uma das crianças do Ruhollha [Ayatollah Khomeini [8], fundador da República Islâmica]. Teria sido uma pena se sua vida terminasse de outra maneira.

O blogueiro acrescenta que há uma década, ele não era responsável pelas operações do Hezbollah.

Davod Abadi has published [9] [Fa] some information on the life of Mughniyeh. He writes:

Mughniyeh or Haj Rezvan’s talent has had a lot of impact on Hezbollah’s ability to hit the occupying regime of Jerusalem.

O talento de Mughniyeh, ou Haj Rezvan, teve muito impacto sobre a capacidade do Hezbollah de atingir o regime de ocupação de Jerusalém.

O blogueiro afirma que foi uma conspiração entre os serviços de inteligência ocidental e sionista para matar Mughniyeh, a fim de conduzir a uma nova guerra no Líbano.

O blogueiro também afirma “que um prêmio de US $ 25 milhões do FBI para matar ou capturar Mughnieh mostra que o medo do terrorismo é declarado a qualquer um que queira resistir.” (Na realidade, o prêmio foi de US $ 5 milhões).

No site do Sajed, nós lemos [10] que num futuro próximo, um selo será lançado no Irã para homenagear Haj Rezvan. “A Fundação Cultural de Santa Defesa da Khormshahr [11]” diz que este selo será publicado em uma série que ilustra a defesa ao Khormshah e a resistência no Sul do Líbano. Khoramshahr foi um símbolo da resistência durante a guerra Irã-Iraque [12] para muitos iranianos.

Bachehayeh ghalam (significa “filhos da caneta”) diz [13] [F] que Mughniyeh entendeu a mensagem de Shi'ism [14] e foi contra a injustiça e a opressão.

A associação Muçulmana de Blogueiros diz [15] que graças ao sangue de Mughniyeh, agora milhares como ele estarão prontos para lutar contra opressores e se tornarem mártires. Eles criaram uma logomarca para Mughniyeh, onde lhe congratulam por seu martírio.

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online [16]. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português [17], com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista [18]. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui [17]. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui [19].