Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Costa Rica: Jogos políticos

Desde o dia 7 de outubro, a Costa Rica tem caído dentro de um jogo político, onde o governo tem encarado/enfrentado uma segunda força política no país na Assembléia Legislativa. Governo versus Partido de Ação Cidadã (PAC). Alguns dizem que isso pode ser o que está guardado para as próximas eleições de 2010 e que o PAC seria o grande perdedor porque tem causado desilusão a muitos dos seus seguidores, e que isso pode lhes custar em um futuro próximo.

A deputada do Congresso Andrea Morales (a “Garota Rebelde da Assembéia“) eleita pelo PAC, falou sobre as promessas feitas por Otton Solís, fundador do PAC (e alguns o chamam de dono), sobre o que seu partido seria. O blog Fusil de Chispas traz a citação:

Como si fuera ayer, recuerdo a Ottón Solís hablando antes de las elecciones de 2002, sobre el filibusterismo legislativo, sobre el obstruccionismo irracional, sobre su convicción en otras formas de hacer oposición; la necesaria, la sensata. Hoy los diputados de su partido, el del modelo alternativo, el de la nueva forma de hacer política, se gastan en una semana el papel de un mes, para inundar el congreso con mociones, para tener más tiempo para hablar más viento.

Foi como se fosse ontem, eu lembro Ottón Solís discursando antes das eleições de 2002 sobre o atraso proposital do andamento de projetos no legislativo, sobre o obstrucionismo irracional, sobre suas convicções em relação a outras formas de ser oposição, somente o necessário, o sensato. Hoje, os deputados deste partido, do modelo alternativo, de uma nova forma de se fazer política, desperdiça em uma semana os projetos para o mês inteiro, para inundar o Congresso com propostas, de modo que eles tenham mais tempo para discursar no vazio.

O blog Manda Güevo [es] nos lembra as palavras de Elizabeth Fonseca, líder de uma fração do grupo do PAC:

“Presentaremos las mociones que consideremos necesarias, así sean miles y no haremos el quorum…”

“Apresentaremos as moções que consideremos necessárias, mesmo que sejam milhares e não teremos quórum…”

O governo da Costa Rica, liderado por Oscar Arias, com muito mais experiência política, tem sido capaz de mexer seus pauzinhos mesmo com a oposição de vários setores sociais (PAC, Sindicatos, Intelectuais) que se opõem às leis associadas ao acordo de Livre Comércio com os Estados Unidos (FTA ou CAFTA). Muitos ainda se perguntam se o acordo de Livre Comércio será bom para o país. Entretanto, o país votou a favor de sua aprovação no Referendo de 7 de outubro, e outros estão tentando focar em outras leis que estão sendo discutidas atualmente, tais como, a nova Lei de Trânsito, a nova Lei do Trabalho Público, entre outras.

O blog Mop [es] diz:

“Señores del PAC, por que no buscan vida o se ponen a trabajar?? Respeten nuestra democracia y a nuestro pueblo!!!”

“Senhores do PAC, por que vocês não procuram o que fazer da vida e não vão trabalhar? Respeitem a nossa democracia e o nosso povo!!!”

Muitos compartilham o mesmo sentimento que o PAC seria uma opção nova, renovada e importante. Blogs como h3dicho.com [es] tinham apoiado fortemente este movimento sócio-político, mas agora estão mostrando seu descontentamento:

“Tengo que confesar que en el 2002 fui uno de los que voto por el PAC y realmente me desilusionó por completo que Ottón perdiera…Mi apoyo a Ottón tenía varias razones entre las cuales estaba la necesidad que tenía Costa Rica de romper los fraudes provocados por el bipartidismo… Pero poco tiempo despues me di cuenta que realmente fue una salvada que Otón no hubiese llegado a presidente…Me decepcioné del PAC por el curso que estaba llevando en la Asamblea Legistlativa…”

Devo confessar que em 2002 fui um dos que votaram no PAC e fiquei decepcionado que Ottón perdeu…Havia muitas razões para que eu o apoiasse, dentre as quais estava a necessidade que a Costa Rica tinha de romper as fraudes causadas pelo bipartidarismo… Mas pouco tempo depois, me dei conta que tive sorte que Ottón não chegou à presidência…Me decepcionei com o PAC pelo destino que estava tomando a Assembléia Legislativa…”

O que vai acontecer daqui por diante, só adivinhando, mas é óbvio que deve haver mais vontade política tanto do governo quanto da oposição.

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

1 comentário

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.