Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Cazaquistão: Elites mais jovens e expostas

A reorganização das elites e de funcionários superiores no Cazaquistão é raramente fruto de debates políticos abertos. Demissões silenciosas e nomeações em condições suspeitas fornecem um solo fértil para que comentaristas e observadores reflitam sobre as razões que estão por trás desta ou daquela rearrumação. No entanto, existe a opinião partilhada de que, nos últimos anos, as elites estão ficando cada vez mais jovens, à medida que a “velha guarda” dos chefes do Partido Comunista soviético está gradualmente caindo.

Recentemente, o presidente do Cazaquistão nomeou Kairat Kelimbetov, um economista tecnocrata de 39 anos, educado em Moscou, na qualidade de chefe da administração presidencial. Ele fez uma bem-sucedida carreira no serviço público como funcionário do departamento de planejamento do Ministério da Economia até chegar a esse cargo no ministério. No ano passado, ele comandou o Fundo Estadual de Desenvolvimento Sustentável “Kazyna” e tornou-se vice-presidente do “Nur-Otan”, o partido presidencial.

Adam Kesher lembra que sete anos atrás, Kelimbetov esteve entre os fundadores do movimento de Escolha Democrática do Cazaquistão (que apelava para as reformas democráticas, tendo sido vítima de graves perseguições por parte das autoridades) e também opina sobre as razões de tal promoção:

“The post of the head of presidential administration is a key one – and one of the most powerful in the country. Whilst experts are trying to guess what stands behind the appointment (economic prioritiy of the state policy and the task of tackling the credit crunch, or renewal of the elites) one thing is pretty clear so far — it is possible to make a carrer in the public office. Perhaps, this is the main message sent by the reshuffling against the background of new attack on corruption, declared by the ruling party”.

“O lugar do cabeça da administração presidencial é um elemento-chave – e uma das mais poderosas posições do país. Embora especialistas estejam tentando adivinhar o que está por trás da nomeação (prioridade econômica da política do Estado e a tarefa de atacar o crédito fulcral, ou renovação das elites) uma coisa está muito clara até o momento – é possível fazer carreira através dos cargos públicos. Talvez esta seja a principal mensagem enviada por essa reorganização de funções contra o argumento do novo ataque à corrupção, declarada pelo partido dominante”.

Nemtschin concorda que a idéia de elite da renovação é clara – pessoas jovens e modernas que não tenham “o passado negro soviético”, que representam “nova geração” estão trazendo essa nova visão. “No entanto, há o reverso da medalha”, diz ele, o que significa que os mais jovens podem não possuir experiência. Outro problema que ele tem testemunhado em uma das mesas redondas ministeriais é que os jovens funcionários freqüentemente atingem o seu sucesso apenas devido à lealdade expressada de forma aberta ao presidente e ao regime em geral. Além disso, muitos deles tendem a ter benefícios extras a partir de suas posições:

“What I noticed after visiting this ministry? Some typical things include – Swiss watch, lots of handshakes, talks and circulations around the rooms, When answering the phone calls, they ask to call back next week. The main thing – implicit obedience to the boss [ru]”.

“O que observei após visitar este ministério? Algumas coisas típicas incluem – Relógios suíços, muitos apertos de mão, palestras e circulações em torno das salas, quando atendem aos telefonemas, eles pedem para ligar de volta na próxima semana. A principal coisa – implícita obediência ao patrão [ru] “.

Enquanto isso, outro jovem e vívido – ou melhor, deveríamos chamá-lo notório – ex-membro da elite, Rakhat Aliyev, teve uma carreira conturbada, principalmente devido ao seu estreito vínculo familiar com a família presidencial. E foi por causa da decisão resoluta deste ex-marido da filha mais velha de Nazarbayev, que ele caiu em desgraça, acusado de liderança de um bando organizado e do rapto dos dois homens. Ele foi recentemente condenado à revelia a 20 anos de prisão, mas ainda é inacessível para os Cazaques Themis. Residindo com segurança em Viena (Áustria), Aliyev – agora apresenta-se como crítico de Nazarbayev – e lançou um website. “Foi imediatamente bloqueado no Cazaquistão”, afirma mantrovkz [ru].

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.