Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

México: Violência relacionada ao tráfico de drogas em Tijuana

A violência entre autoridades mexicanas e membros dos poderosos cartéis de droga tem eclodido em todo o país, deixando um número considerável de mortos e uma sociedade que se sente desamparada. O governo mexicano tenta conter o agravamento da violência, enviando a polícia federal e soldados para as áreas mais afetadas. Polícia, cartéis de droga e vítimas inocentes estão na linha de frente desta batalha. A onda de violência tem envolvido até mesmo músicos mexicanos populares. Alguns blogueiros mexicanos estão tristes por esta violência brutal, e muitas vezes não conseguem obter respostas sobre como lidar com suas conseqüências. Franc Contreras, um correspondente da Al-Jazeera, publica um relato em seu blog pessoal, México Monitor.
No dia 17 de janeiro, a violência continuou em Tijuana, localizada perto da fronteira entre o México e os EUA, onde 6 vítimas raptadas e 1 suspeito foram mortos. O blog Zacatekas [es] publica dois vídeos da televisão mexicana com filmagens dramáticas do conflito. O vídeo também mostra como as crianças tiveram de ser evacuadas. Esta violência foi precedida por outros incidentes no início da semana, quando vários policiais foram mortos a tiro. Algumas notícias indicam que os membros do cartel estavam usando granadas de propulsão e metralhadoras pesadas.

Daniel Hernandez, um escritor que vive na Cidade do México, escreve em seu blog Intersections sobre a violência fora de controle no país, e como é que isso afeta duramente a cidade fronteiriça.

Narco violence is climaxing in Mexico, in nearly every region of the country and across just about every demographic, children and popular musicians included. An addiction epidemic is also becoming evident. The news is grim, day after day. El Universal reported Saturday that in the previous 24 hours 15 more people had been killed
in narco-related violence in five states. And this morning, the Tijuana daily Frontera is reporting briefly that the delegational police chief in La Mesa was kidnapped on Saturday night.

A violência provocada pelo tráfico de drogas está chegando ao clímax no México, em quase todas as regiões do país, atingindo toda a demografia, incluindo crianças e músicos populares. Uma epidemia de vício também está se tornando evidente. A notícia é triste, dia após dia. El Universal relatou sábado que, nas últimas 24 horas, mais 15 pessoas de cinco estados foram mortas por conta da violência gerada pelo tráfico. E esta manhã, o Tijuana diário Frontera relatou brevemente que o chefe delegado de polícia em La Mesa foi raptado no sábado à noite.

Rafa Saavedra, do Cross Fader Network [es], e residente de Tijuana, publicou suas respostas a um questionário enviado a ele pelo jornal El Universal para ser usado em uma matéria. Sua resposta não foi publicada no diário, mas Saavedra expõe seu pensamento sobre a violência.

Por una parte, es devastador porque este hecho nos toca de alguna forma a todos. Hasta quienes somos unos malditos optimistas y creemos en el esfuerzo de las autoridades, vimos live and direct como nuestro sueño de seguridad corría aprisa, asustado, con las manos en la cabeza, tapándose los oídos, sin saber ni tener idea de lo que está pasando. Justo como esos niños que vimos como loop en la televisión. Creo, el tiempo pondrá las cosas en su justa dimensión, que estamos ante otro parteaguas en la historia reciente de Tijuana.

Por um lado, é devastador, pois este evento afeta a todos de uma forma ou de outra. Mesmo aqueles que são otimistas e acreditam no esforço das autoridades, estão acompanhando tudo isso ao vivo e direto. Podemos ver como o nosso sonho de segurança está correndo depressa, assustado, com nossas mãos sobre a cabeça, cobrindo nossos ouvidos, e sem ter idéia do que está acontecendo. Assim como aquelas crianças que vimos sempre na televisão. Creio que, com o tempo, as coisas vão ser colocadas em justa perspectiva e que testemunhamos um marco decisivo na história recente de Tijuana.

Hernandez continua falando sobre os efeitos da violência na região.

Sucks for Tijuana, a city trying to enjoy its cultural and culinary renaissance. Now it seems my ancestral tierra is being defeated in spirit by a wild and bloody narco war — between the government and the cartels, between
the cartels themselves — that claims many more victims than it does any readable successes or setbacks.

Isso é péssimo para Tijuana, uma cidade tentando apreciar o renascimento de sua cultura e culinária. Agora parece que a minha terra ancestral está sendo derrotada em espírito por uma selvagem e sangrenta guerra do tráfico – entre o governo e os cartéis, entre os cartéis em si – que produz muito mais vítimas do que qualquer sucesso ou obstáculo.

Finalmente, o blogueiro de Borderlandia não é muito otimista sobre o estado de coisas no México em relação à violência gerada pelo tráfico de drogas e escreve: “O país está sendo destruído, pouco a pouco. As cidades estão naufragando. Os restos institucionais estão sendo queimados”.

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.