Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Introdução à blogosfera da Somália

Essa é a primeira ronda dos blogues da Somália, um pequeno mas crescente segmento da blogosfera africana. A maior parte dos blogueiros de lá, talvez isso não seja surpresa, é formada por jovens que moram fora Somália e que escrevem em inglês.

Royale Somália relata [en] o planejado lançamento de uma versão em forma de vinho do Khat, um narcórtico amplamente consumido na África Oriental:

An Ethiopian scientist is preparing to launch a new tipple for those looking for a twist on the usual glass of the grape — “wine” made from khat.

Instead of grapes, Eyasu Haile Selassie has been making wine from khat leaf, which is widely chewed throughout East Africa and the Middle East for its narcotic effect.

Khat wine is just as good as any wine produced from grapes and has been well-received by wine drinkers,” Eyasu, who said he had sent out 500 tester bottles to consumers, told reporters.

Um cientista etíope está se preparando para lançar uma nova bebida para aqueles que buscam um toque a mais na taça de uva de sempre – “vinho” feito a partir de khat. Em vez de uvas, Eyasu Haile Selassie produz vinho da folha de khat, que é amplamente mastigada em toda a África Oriental e no Oriente Médio devido ao seu efeito narcótico. O vinho de Khat é tão bom quanto qualquer vinho produzido a partir de uvas e foi bem-recebido por aqueles que são chegados num vinho”, Eyasu, que disse ter enviado a 500 garrafas de teste para os consumidores, falou aos jornalistas.

Kenya Somali está consternado com a situação no Quênia, ele escreve [en]:

Because Kenya is getting off the hook. Kibaki is refusing an international meditation simply because he is guilty of election's rigging.

In further evidence of faltering peace prospects, Kibaki today announced half his new cabinet, despite a previous offer to form a national unity government.

Porque o Quênia está saindo do controle. Kibaki recusa uma mediação internacional simplesmente porque ele é culpado pela fraude eleitoral. Em mais uma prova do vacilo diante do prospecto
paz, Kibaki anunciou hoje metade de seu novo ministério, apesar de uma oferta anterior para formar um governo de unidade nacional.

East African Philosopher está muito preocupado com a possibilidade da situação no Quênia se transformar numa guerra civil, ele diz [en]:

It has been over a week since Kenya’s elections were held and Kenya is still burning. In my previous post, I worried that the infant violence at the time (Dec. 30) would last longer or even evolve into tribal or civil war. At this moment, part of my worry has largely become true – tribal war is now threatening Kenya’s statehood. Let me be clear: I was not predicting or expecting the violence to evolve into a full-blown tribal war and I am certainly not saying now ‘I told you so,’ but the fact is, Kenya is now more close to civil war than it had ever been.

Já se passa mais de uma semana desde que as eleições foram realizadas no Quênia e o país ainda está em chamas. Na minha entrada anterior, minha preocupação era que a violência inicial na época (era 30 de dezembro) duraria mais tempo ou até mesmo evoluiria para uma guerra tribal ou civil. Neste momento, parte da minha preocupação tornou-se verdade – a guerra tribal está agora ameaçando o Estado do Quênia. Deixe-me esclarecer: eu não estava predizendo ou esperando que a violência a evoluísse para uma plena guerra tribal e certamente não estou a dizer agora: “Eu te disse”, mas o fato é que o Quênia está agora mais perto de uma guerra civil que nunca.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.