Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

China: Polícia e turistas em conflito no Macau

Turistas do continente chinês entraram em conflito com o batalhão de choque de Macau. Em nova declaração, Macau negou que se tratava do batalhão de choque, apenas policiais especiais em treinamento em uma região das redondezas.

Segundo relatos, mais de cem pessoas de um grupo de turistas chineses tiveram um desentendimento com guias turísticos locais em um ponto turístico de Macau quando, de acordo com os turistas envolvidos, os guias os forçaram a pagar por atividades extra que não estava na programação (de forma que os guias possam ganhar propinas). Se não for assim, os guias ameaçaram, eles ficariam sem comida no jantar ou lugar para ficar. Os turistas furiosos entraram na disputa com os guias e rapidamente um policial chegou. Durante o caos, um dos quatro líderes dos turistas foi empurrado ao chão, perdendo a consciência. Alguns turistas acusaram o policial de reagir violentamente, ao mesmo tempo que também é relatado que um dos líderes do grupo deu um tapa no rosto do policial. Mais de 10 policiais chegaram logo após.

Quando os turistas irritados cercaram o primeiro policial para evitar que ele deixasse o local, os dois lados entraram em conflito. Depois disso, mais 30 policiais do batalhão de choque chegaram ao local. A situação ficou fora de controle até às 21h. Quatro turistas foram detidos para o interrogatório.

The senior woman accused the riot police of subduing citizens with no weapon
Senhora acusa o batalhão de choque de dominar cidadãos desarmados

macao2
Turistas cercados pela polícia.


Turista perde a consciência durante a confusão;


Turista ameaça revelar esse escândalo quando voltar para casa.

Imagens do www.chinanews.com.cn/
Para ver a cobertura completa, clique aqui.

Vozes da internet

As notícias envolviam duas palavras-chave: Macau e continente, e rapidamente a internet estava reagindo. A primeira leva de respostas trouxeram sentimentos de fúria e descontentamento.

No 163.com, mais de 500 respostas se acumulam na notícia sobre o incidente. As localidades das pessoas que comentaram são mostradas no site.

Um internauta Guangzhou (广州) diz:

澳门、香港这两个地方属于中国,而我们堂堂中国人竟然还要专门办所谓的“通行证”,每次去要签证才能去一趟,这是什么意思?他妈的,坚决抵制去这两个地方旅游!

Macau e Hong Kong pertencem à China. No entanto nós, chineses, precisamos pedir a chamada ‘permissão’ toda vez que vamos lá. O que essa merda quer dizer? Boicote total a viagens nesses dois lugares.

Um cidadão americano diz:

澳门的导游太黑了.

Os guias turísticos de Macau são tão mesquinhos.

Um internauta de Hei Longjiang(黑龙江) diz:

妈拉个巴子的,给你澳门断水,断电,断供应,看你们还神气吗?!饿的你满地爬!!!

***, vamos cortar o fornecimento de água e eletricidade e ver se eles ainda se sentem por cima? Vocês vão morrer de vontade de se rastejar no chão!

Um internauta de Shi Jiazhuang(石家庄) sugere:

把驻港、驻澳部队全换成大陆城管,看他们还猖狂!

Substitua as guarnições militares de Hong Kong e Macau com tropas da China continental. Vocês se atreverão a continuar tão presunçosos?

Mas nem todas as vozes ficaram exclusivamente do lado dos turistas chineses. Alguns apelaram que o público entendesse o desconsolo dos guias.

Um internauta de Jin Hua (金华) diz:

哈 哈,回扣都给香港导游拿光了,澳门导游能不急吗???他们这种团叫做自费购物团,一个人到港澳七日游的费用是2000块左右,想想就知道..你如果不买东 西,光来回的机票都不够的.

Os guias turísticos de Hong Kong tinham ficado com todo o dinheiro e como que os de Macau não iriam ficar preocupados? O grupo de passeio que eles entraram é chamado de ‘grupo de compras com despesas auto-financiadas’. Custa cerca de 2.000 RMB por pessoa para um passeio de 7 dias entre Hong Kong e Macau. Pense nisso! Se você não comprar nada, o custo não dá nem para cobrir o bilhete de ida e volta.

Um internauta de Guangzhou (广州) responde:

天下没有免费的午餐!几百元游澳门,你也参加?活该!

Não há nada de graça nesse mundo. Um passeio a Macau por algumas poucas centenas de RMB? Vocês merecem!

Resposta de de Hubei (湖北):

归根到底是现在港澳旅游制度和环境的不合理(用低价吸引游客,欺骗游客消费提成)。

Na análise final, o problema está no esquema turístico ilógico e no ambiente das duas cidades. Em outras palavras, eles atraem os turistas com preços baixos para ganhar com propina nos ludibriando nas compras.

(Texto original de Bob Chen)

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.