Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Bolívia: Conflitos em Sucre por causa de nova Constituição

 Confrontos entre cidadãos e a polícia [en] na cidade de Sucre acabaram na morte de quatro bolivianos, incluindo um policial. Muitos protestaram na capital do país, que de acordo com a Constituição é Sucre, embora a sede do governo se encontre em La Paz.

A Assembléia Constituinte, que teve a tarefa de escrever uma nova Carta Magna, também não conseguiu chegar a um consenso. Em uma virada surpresa, os representantes do partido governamental voltaram a se reunir em uma base fortemente protegida por militares, onde eles aprovaram o texto final proposto para a Constituição, sem contar com a presença dos representantes da oposição. Blogueiros bolivianos com base em Sucre e em todos os cantos do país comentaram a violência a as táticas usadas pelo partido majoritário.

Ermapelo, blogueiro de Ciudad de Patas [es], Sucre, narrou (e continua narrando) o que aconteceu Sucre durante a seção plenária:

3:15 PM Se instala la Asamblea Constituyente en la guarnición MILITAR Tte. Edmundo Andrade.

3:45 PM Despues de la llamada en lista se evidencia que existen 144 asambleístas de 256.

4:21 PM Se anuncia en la Asamblea que pasaran por bancadas el proyecto de Constitución del MAS

4:25 PM Ciudadanos Sucrenses estan a 1 KM de donde se encuentran los campesinos y ciudadanos del Alto los mismo que estan en custodia del Cuartel Militar Tte. Edmundo Andrade

SE modifica el orden del día como era de preveerse estamos a MINUTOS de parir una Constitución que no es el sentir de todos l@s Bolivian@s y SOBRE TODO ILEGAL

DESACATO A CUALQUIER DETERMINACIÓN DE LA ASAMBLEA.

15:15 A Assembléia Constituinte é instalada na na base MILITAR Tte. Edmundo Andrade

15:45 Depois de uma chamada na lista se evidencia que estão presentes 144 entre 256 congressistas.

14:21 Se anuncia que a proposta constitucional do MAS passará pelas bancadas da Assembléia

16:25 Cidadãos de Sucre estão há 1 KM de onde os camponeses se encontram e cidadãos de El Alto, os mesmos que estão guardando o Quartel Militar Tte. Edmundo Andrade.

A ordem do dia foi modificada e estamos há MINUTOS de receber um Constituição que não representa a vontande de todos os bolivianos e que é ACIMA DE TUDO É ILEGAL.

EU NÃO CONCORDO COM A DECISÃO DA ASSEMBLÉIA.

(Nota da tradução: MAS é a sigla do partido Movimento ao Socialismo)

Horas após o começo dos confrontos entre a polícia e a população de Sucre,o blogue Sucre Resiste [es] traz um texto sobre a morte do advogado, Gonzalo Duran Carranzani:

Alrededor de las 17 horas del día sábado 24 de noviembre se dio el reporte del primer muerto por la confrontación entre policías y la población sucrense en la zona de la “Calancha”, lugar cercano al Liceo Militar “Teniente Edmundo Andrade”, donde sesiona la Asamblea Constituyente. En el hospital Santa Bárbara se oficializó el deceso de Gonzalo Duran Carazani de profesión abogado de 29 años de edad quien falleció por impacto de bala en la región del pectoral izquierdo. La noticia consternó a la ciudadanía sucrense en general, y los ánimos se exasperaron más y los conflictos prosiguieron en la zona de la Calancha. La sesión de la Asamblea Constituyente prosigue tras un cuarto intermedio breve en el interior del Liceo Militar.

Por volta das 17h do sábado 24 de novembro foi noticiado o primeiro morto do confronto entre policiais e a população de Sucre na zona da “Calancaha”, localizada perto do quartel militar “Teniente Edmundo Andrade”, onde acontece a sessão da Assembléia Constituinte. No Hospital Santa Bárbara foi oficializada a morte de Gonzalo Duran Caranzani, um advogado de 29 anos de idade que faleceu por causa de um ferimento a bala na região do peito esquerdo. A notícia deixou a população de Sucre consternada, os ânimos se exaltaram mais, e os conflitos prosseguiram na zona da Calancha. A sessão da Assembléia Constituinte prossegue depois de um pequeno intervalo no interior do quartel militar.

Foto de Poeta Fantasma

Outro blogueiro com base em Sucre, Poemas de un Fantasma traz fotografias que testemunham [es] do cenário e escreve, em resposta a um comentário:

Aquí en sucre la mayoría de la gente que salió a protestar eran personas de escasos recursos, campesinos que creyeron que no era necesario sesionar en un cuartel y aprobar una constitución hecha entre fusiles como se hacía en las dictaduras que tanto golpearon y dañaron a Bolivia, estudiantes que apenas tienen para comer.

Aqui em Sucre, a maioria das pessoas que foram protestar era gente de poucos recursos e estudantes que mal têm o que comer, camponeses que acreditaram não ser necessário se fazer uma sessão em um quartel e aprovar uma consituição sob a mira de fuzis, como se fazia nos tempos das ditaduras que tanto golpearam e prejudicaram a Bolívia.

À medida que as horas passavam, blogueiros continuaram prestando atenção de perto ao que estava acontecendo em Sucre. De Santa Cruz, Joup ouviu uma estação de rádio online de Sucre [es] e colocou a culpa nos políticos.

Claro como ellos estarán sentados cómodos en sus sillas junto a la tele y teléfonos, como no serán los que tengan que llora a los muertos! que les importa! son unos malditos políticos de mierda incapaces!!!

Claro, como eles estarão sentados confortavelmente em suas cadeitas ao lado da TV e telefones, como não são eles que têm que chorar pelos mortos! Com que se importam! São uns políticos malditos incapazes de merda!!!

O blogue Aeromental traz um resumo, inclusive um vídeo do que aconteceu em Sucre [es]:

La nueva Constitución Política del Estado fue aprobada a las 20:30 de anoche con 136 votos de los 138 constituyentes presentes en la sesión, pues sólo dos se abstuvieron de aceptarla. Esta decisión fue asumida pese a que horas antes, constituyentes oficialistas confirmaron que no tenían planificada esta aprobación debido a que debían terminar de considerar los informes presentados por las 21 comisiones. Después, la Comisión de Integración y Compatibilización de Informes debía analizar el texto global y ponerlo en consideración del plenario, para poder recién en esa instancia aprobar el informe en grande.

A nova constituição foi aprovada às 20h30 com 136 votos entre 138 congressistas presentes durante a sessão, pois apenas dois se abstiveram de aceitá-la. Esta decisão foi tomada mesmo que horas antes os delegados da situação tivessem confirmado que não haviam planejado essa aprovação porque eles deveriam terminar de considerar os informes apresentados pelas 21 comissões. Depois, a Comissão de Integração e Compatibilização de Informes deveria analisar o texto global e colocá-lo para consideração em plenário, para que nessa instância o documento completo fosse aprovado.

De Oruro, Hugo Miranda do Angel Caido opina que o projeto deveria ser colocado diante de uma Assembléia pré-Constituinte [es].

La aprobacion en Detalle de este texto Constitucional lo cual no sera facil y poco menos que imposible en la actual situacion. Otro tal vez ir a Referendum y que el pueblo boliviano decida…., la opcion mas inteligente seria que El Gobierno reconozca que se equivoco y se llame a un proceso Preconstitucional, lo que significaria que Evo no seria reelecto inmediatamente y a mi parecer descolocaria a los actuales opositores, pero siendo sincero el Gobierno no es tan inteligente para hacerlo.

A aprovação em detalhe desse texto Constitucional não será fácil e quase impossível na situação atual. Outra opção talvez seja um referendo, e que o povo boliviano decida… a opção mais inteligente seria se oGoverno reconhecesse que se equivocou e se chamasse um processo pré-constitucional, o que significaria que Evo não seria reeleito imediatamente e a meu parecer deslocaria a oposição atual, mas sendo sincero o Governo não é tão inteligente para fazer isso.

De Santa Cruz, Carlos Orias traz uma descrição do que aconteceu em Sucre e reflete no estado das coisas. Ele também estava disponível para presenciar os eventos em Santa Cruz [es].

A lo largo de este último periodo de inestabilidad política no había visto ninguna de las dos cosas y ambas me parecen indefendibles. Empezar a matar, aunque se trate de perros, y usar botellas con gasolina en una manifestación son dos mensajes políticos preocupantes. Las campanas de la Catedral siguen sonando, son casi las 5am. Donde están los medios? Les ganaron los extremos?

Durante esse último período de instabilidade política não havia visto nenhuma dessas duas coisas e ambas me parecem injustificáveis. Para começar, mesmo que se tratem de cachorros, usar garrafas com gasolina em uma manifestação duas mensagens polícias preocupantes. Os sinos da Catedral continuam batendo e são quase 5h da manhã. Onde está a mídia? Os extremistas ganharam?

De El Alto, Mario e Jaime Duran gravaram um podcast [es] sobre os acontecimentos em Sucre e trouxeram as perspectivas em relação a Evo Morales e a oposição:

Al final,la aprobacion en grande del texto de la nueva Constitucion Politica del Estado fue una victoria del MAS y nos muestra la incapacidad de la oposicion para debatir.

No final, a aprovação em grande estilo do texto da nova Consituição Política do País foi uma vitória do MAS e nos mostra a incapacidade da oposição de debater.

Meyly, outro blogueiro de Sucre responde ao governo que quer celebrar a nova Constituição [es]:

Ahora pide que el pueblo boliviano festeje por SU Nueva Constitución, entonces, nosotros no somos y no pertenecemos a ese pueblo boliviano al que usted cree gobernar porque tenemos LUTO EN LA CIUDAD DE SUCRE.

Agora pede que o povo boliviano festeje SUA nova constituição, então nós não somos e não pertencemos a esse povo boliviano que vocês acreditam governar, porque estamos EM LUTO NA CIDADE DE SUCRE.

(Texto original de Mario Duran)

 

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

1 comentário

  • ufffff a mucho tiempo isieron loque querian los otros haora que llego este indio al poder no lo dejan gobernar carajo dejenlo ya basta de trabarle todo dejenlo bamos a ver posterior mente lo pocitivo i lo negativo que iso este gobierno…………………o sera que este gobierno es eterno ahhhh ahhhh

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.