Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Brasil: Polícia, osso duro de roer

A canção-tema do popular filme Tropa de Elite, sobre corrupção policial no Rio, virou música de fundo para ações do Batalhão de Polícia de Choque de Pernambuco. Os policiais entonaram o refrão da canção de Tihuana quando chamados para acalmar a rebelião em um presídio, como relata PE Body Count: “O refrão “Tropa de elite/ osso duro de roer/ pega um/ pega geral/ também vai pegar você” foi encarado pelas esposas de detentos como um ato de provocação e intimidação.”

(texto original de Paula Góes)

2 comentários

  • bom pessoal me amarrei no trabalho que voces estao praticando, quem sabe assim espero que dentro de 10 anos se cuntinuarem agindo com o filme .estaram mesmo melhorando esse paiz de *****… posso dizer assim com permisao, nao mora ai a muito tempo quem sabe com voces no comando um dia eu voltarei pra ver se voces conseguiram limpar mesmo assa sugerada que estava esse brasillllllllllllllllll. eu apos assistir ao filme fiz uma oracao por voces nao sei se resolve pra todos mas vai ser bom se pegarem com fe no trabalho que estao exercendo no momento …..parabens cuntinuem assim para que nossas criancas crescam num paiz sem sugeira obrigado…

  • Olá Nicolas.

    Posso entender que a violência e a insegurança nas quais estão imersos o Brasil e o mundo causem em você, como em todos nós, uma sensação muito ruim. Acho compreensível também que tentemos buscar soluções para a situação. Mas eu acredito que devemos tomar cuidado para não aplaudir as soluções fáceis que podem estar apenas agravando o problema e aumentando o ódio entre as pessoas.

    Será que é aplaudindo a violência policial contra detentos rebelados, considerando então que o “criminoso” é o único responsável por sua situação e por isso digno até mesmo de execução sumária, que iremos melhorar a situação? Será que as causas da violência não são mais complexas do que simplesmente a “maldade” de algumas pessoas? Será que a polícia deve ter o poder de violentar e matar conforme achar necessário? Quem nos garante que a próxima vítima de uma polícia assim não possa ser eu ou você?

    Acima de tudo, será que a violência de cá não vai só aumentar a violência “de lá”? Se você não se importa com a vida de alguém, será que você pode esperar que eles se importem com a sua?

    Embora tente compreender sua posição, acredito que o ódio só alimenta esta fogueira que está a nos queimar a todos. Acho que precisamos ter um pouco mais de clareza em vez de buscar soluções simples e fáceis para este problema. Ele é mais complexo do que parece, e as soluções “fáceis” só tendem a agravá-lo.

    Abraços do Verde.

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.