Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Venezuela: Segundo Blogstock anual

Durante dois dias, a blogosfera venezuelana [es] se juntou pelo segundo ano em uma locação distante da capital, para celebrar com bandas de música e álcool. Blogstock é “a” festa. Não teve palestras, simpósios para definir o mundo digital, nem ninguém chegou à conclusão alguma sobre o uso da internet. Tratou-se apenas de um encontro da camaradagem digital, e foi uma festança das boas [es].

Em seu segundo ano, dezenas de blogueiros, usuários do Twitter, do Flickr e outros tipos de cidadãos da informação (infornautas) se encontraram no Blogstock, para curtirem uma noite de concertos, bebida e comida no melhor estilo Venezuelano.

O evento foi transmitido online para aqueles que ficaram em casa. Teve também uma tag no Flickr para contar tudo o que aconteceu. “Você não está preparado para tanto” foi o slogan que juntou as pessoas na iniciativa de Los Guaraos” (“os bagunceiros”), que resume o evento em vídeos [es]. O encontro também contou com uma lista de necessidades básicas a serem levadas ao evento, para evitar privações, como os itens mostrados no Impulsos y Sentidos [es].

David Luna, o fotógrafo, disse sobre o encontro [es]:

Una noche bastante divertida, entretenida, llena de muchas anécdotas, de compartir con personas que solo leemos de vez en cuando y ponerle rostro a la mayoría de los nicks que abundan en la blogosfera.

Uma noite bastante divertida, animada, cheia de muitas anedotas, do compartilhar com as pessoas que só lemos de vez em quando e de pôr um rosto na maioria dos apelidos que enchem a blogosfera.

Isso acontece na Venezuela? Essa poderia ser a pergunta feita por aqueles que acompanham o noticiário político do país. Inti, do Equizopedia, dá a resposta [es]:

Mientras el mundo exterior piensa que Venezuela va hacia el socialismo más “extraño” y “extremo” jamas visto, mucha gente aquí no se toma las cosas muy en serio. La mejor virtud del venezolano (a su vez el peor defecto) es que aquí la gente es feliz. Pocos habitantes del planeta tierra viven tan contentos, como los nacidos en la patria de Simón Bolívar. Quizás el petróleo, la (fuera de toda regla y estadística) cantidad alucinante de mujeres bellas, la cerveza o el ron, ayudan en definitiva a que la vida acá sea increíblemente más “relajada” que en el resto de los países. Y hasta en la pasión vertiginosa política que nos tiene atrapados actualmente, buscamos la manera de seguir viviendo, riendo, disfrutando y rumbeando. Y como en todos lados, hay gente más y menos responsable con sus actos. Algo tiene este desenfadado país, que es difícil de copiar, y más explicar.

Enquanto o mundo lá fora acha que a Venezuela tem o socialismo mais “estranho” e “extremo” já visto, muita gente aqui não leva as coisas à sério. A melhor virtude do venezuelano (e por sua vez, o pior defeito) é que aqui as pessoas são felizes. Poucos habitantes do planeta Terra vivem tão contentes, como os que nascem na pátria de Simón Bolívar. Talvez seja o petróleo, a quantidade (fora de qualquer regra e estatísticas) alucinante de mulheres bonitas, a cerveja ou o rum, que ajudam a fazer a vida aqui incrivelmente mais ‘relaxada’ do que no resto dos países. E até com a política vertiginosa que nos emboscou recentemente, buscamos a maneira de seguir vivendo, rindo, desfrutando e dançando rumba. E como em toda parte, tem gente mais e menos responsável por seus atos. Algo tem esse país desinibido, que é difícil de copiar, e muito mais de explicar.

A blogosfera venezuelana continua a seguir adiante com seus rituais e tradições necessários para o bem-estar do pessoal. Espera-se que o encontro aconteça de novo em 2008 ou no Natal que vem.

(Texto original de Luis Carlos Diaz)

 

Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.