Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Burkina Faso: Blogs ajudam aos cidadãos a burlarem a censura na Internet

Em Burkina Faso, blogar é mais do que um passatempo. São os olhos e os ouvidos de milhares de usuários da Internet.

Foi por isso que entre os dias 11 e 17 de outubro, durante o 20º. aniversário do assassinato de Thomas Sankara, a conexão com a Internet de Burkina Faso foi suspensa com o objetivo de impedir que as pessoas pudessem se expressar relembrando o assassinato.

Em um país em que há tantos segredos, os blogs libertam as mentes. Em um país onde a censura reina e a mídia tradicional vive na sombra do poder, os blogueiros são os reais jornalistas. Eles são os únicos que podem publicar informação potencialmente ofensiva ao governo.

Embora os blogs ainda precisem se popularizar entre a maioria do povo de Burkinabe, alguns cidadãos e jornalistas estão blogando. Alguns publicam noticias que já saíram em jornais, no rádio ou na televisão. Outros analisam as notícias e opinam sobre o que viram ou ouviram.

Mas eles também publicam matérias censuradas. O blog se torna um espaço para controvérsias, uma oportunidade de estimular o debate sobre como a política e feita e desfeita em Burkina.
E então um estado que priva seu povo do direito a esse modo de expressão deveria ser considerado ditador. Um autoritarismo obrigado que corrói o espaço democrático do pais. Censura e auto-censura enfraquece a liberdade de imprensa e a liberdade de expressão.

Jornalistas se sentem amordaçados, assim como o público. Eles tem a impressão de que as coisas estão sendo escondidas deles. A imprensa underground presta um papel importante, mas o blog dá a todos o direito de se expressarem sem medo, é um fórum que permite que suas experiências pessoais sejam apreciadas por outros.

Amétépée Koffi, um dos raros jornalistas de Burkina a ter um blog, espera que blogar produza um impacto positivo na mídia mainstream em Burkina Faso.

“I have the hope I will see my compatriots and public opinion follow the movement. I hope Burkina media will join the debate. They will have the capability to give new path of analysis, expression and democracy…hopefully be without limits or censorship.”

“Tenho a esperança de que verei meus compatriotas e a opinião pública se unindo ao movimento. Espero que a mídia de Burkina se junte ao debate. Eles terão a capacidade de dar novos caminhos de analise, expressão e democracia…com a esperança de que seja sem limites ou censura.”

O blogueiro dissidente

Blogueiro dissidente, Felix Amétépée Koffi, diz que criou seu blog le10sident dois anos atrás para promover a liberdade de expressão e o jornalismo cidadão na Internet.

A maioria dos posts em le10sident já estão publicados na versão impressa do semanário satírico, Le Journal du Jeudi, onde ele trabalha. Koffi também publica em seu blog estórias ou críticas produzidas por seus colegas.

Lefaso.net, o portal em Burkina

Lefaso.net é um novo portal que publica artigos escritos por vários jornais em Burkina Faso. Leitores podem deixar comentários, e portanto, é um espaço de debate sobre muitos assuntos.

Lefaso.net ganhou notoriedade e os números mostram isso. O boletim eletrônico possui quase 6000 assinantes e o site recebe 2500 pageviews por dia, principalmente da França, Burkina Faso, EUA e Canadá.
Quatro anos depois do seu lançamento, Lefaso.net tornou-se a principal fonte de informação para a diáspora.

Uma coisa pequena se abriu para o mundo

“Bem-vindos a todos que desejam compartilhar alegrias e tristezas, esperanças, lutas por justiça, sinais de amor: outro mundo é possível!”, escreve o Padre Lacour em seu blog.
Lacour é missionário em Burkina há 30 anos. Ele criou seu blog para compartilhar suas paixões: África, a vida cristã, justiça, filatelia e genealogia.

Ele escreveu seu primeiro post em abril de 2006, uma carta endereçada a Nicolas Sarkozy, outro ministro europeu do interior.
Muitos dos seus posts são artigos escritos para o diário Le Pays ou abcburkina.

Mostre Burkina e promova sua cultura

O portal Monburkina quer promover a cultura tradicional de Burkina Faso, através da criação de oportunidades para artistas, artesãos e guias turísticos. Também é um fórum de troca de informação para qualquer pessoa que se interesse por Burkina Faso. Monburkina tem vídeos sobre mascaras e danças tradicionais, filmes educativos sobre AIDS, assim como também historias e poemas.

“A notícia e um direito, exija-a!”

“A notícia e um direito, exija-a!” Frederic Ilboudo, um jornalista do semanário L'Opinion também escreve um blog de notícias.

Matéria de Ramata Sore.

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.