Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Egito: Sentimentos diferentes em relação a blogar

Você conscientemente decide blogar sobre a sua vida e entra em assuntos pessoais. Então, percebe que todos os seus parentes e amigos estão lendo o seu blog.
Agora que você está exposto, será que está tão livre quanto achava?
O blogueiro egípcio Mohamed El Tohamy (Aka 2-Hamy) trata essa questão aqui [Ar] e fala sobre seus novos sentimentos em relação a blogar.

“After blogging for a while, I realised that the simplest way to have a successful blog is by writing about political subjects. People not familiar with blogging linked politics to blogging. However I preferred to write about my personal life and friends. And my blog became successful until I found out that my family and friends read it. And then I found myself not capable of writing as before. I am not comfortable any more, and wished that I was a hidden person whom no one knew. I started to feel that everything I say will be taken against me. I have a strange feeling that someone I don't know will show up in my life and that one will be reading every post I wrote. Can you imagine that there is someone who knows everything about you, and you know nothing about him/her.
I just cannot stop blogging; I cannot go back in time and I also cannot write as freely as I used to do before.”

“Depois de blogar por um tempo, percebi que a maneira mais fácil de ter um blog bem sucedido seria escrever sobre política: quem não estava acostumado a escrever em blog, relacionava política com o ato de blogar. No entanto, preferi escrever sobre a minha vida pessoal e meus amigos. E meu blog se tornou bem conhecido até o dia em que descobri que a minha família e meus amigos o estavam lendo. E aí não era mais capaz de escrever como antes. Não me sinto à vontade mais, e queria ser um anônimo. Comecei a ter a impressão de que tudo o que disser será usado contra mim. Tenho a estranha sensação de que alguém que eu não conheça vá aparecer na minha vida e essa pessoa estará lendo todos os posts que escrevi. Dá para imaginar que há alguém que saiba tudo a seu respeito, e você não sabe nada a respeito dessa pessoa?
Simplesmente não posso parar de blogar; não posso voltar no tempo e também não posso escrever com a mesma liberdade com que escrevia antes”.

(texto original de Tarek Amr)

 

Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

2 comentários

  • Ótima tradução, Cristina. Engraçado que eu tive uma experiência diferente do protagonista dessa matéria. Fiz meu primeiro blogue para que minha família e amigos dividissem comigo minhas aventuras e desventuras numa terra estrangeira – e chegou a um ponto que tive que assassinar o bogue, porque era tanta gente que eu não conhecia dando opinião sobre a minha vida, me pedindo ajuda, conselho, recomendação, emprego, enfim, eu acabei abandonando e depois tirando todos os meus arquivos do acesso público… Agora blogo, mas como é algo mais profissional e menos a-minha-vida-é-um-livro aberto não tenho maiores contratempos.

  • Cristina

    Obrigada Paula. Gozado que a impressão que eu tinha de blog antes, era que era sempre uma coisa pessoal. E nesse caso, só interessaria p/ os amigos e parentes mesmo. Interessante ele ficar chateado com isso.

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.