Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Primeiras reações às premiações de Al Gore/IPCC ao Prêmio Nobel da Paz

Vamos a uma rápida ronda sobre as primeiras reações na globosfera mundial ao anúncio que o ex-vice-presidente dos EUA, Al Gore, e o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU (IPCC de acordo com as iniciais em inglês) ganharam o prêmio Nobel da Paz deste ano.

China

Uma reportagem da NetEase sobre a notícia no início da noite de sexta recebeu mais de trezentos comentários (comentários são desabilitados para outras reportagens do NetEase), sendo o primeiro o seguinte:

如果这个美国人当年赢了布什,世界会很不一样!

Se esse americano tivesse ganho ao invés de Bush, o mundo seria um lugar bem diferente!

谁评的,伊拉克和伊朗参与吧!!

Quem foram os jurados? Espero que o Iraque e o Irã também!

评委是怎么产生的?有没有公正和公平性,为什么诺贝尔奖总是没能中国人?

Como é montado o painel de jurados? De forma justa e imparcial? Por que os chineses nunca ganham prêmios Nobel?

美国人在世界上到处杀人放火,它国家的副总统在拿诺贝尔奖?这个真真正正的国际大玩笑!

Americanos estão em todas as partes ao redor do mundo matando e tocando fogo em tudo, e um vice-presidente desse país ganhou um prêmio Nobel? Essa é de fato uma grande piada internacional!

戈尔先生倡导环保,曾经被除数我看作当代美国人理性与良知的代表.但半年前曝出新闻,他夫妇俩每年私宅耗电达22万度,是普通美国的10倍,是普通中国人的三百倍.我开始以为是政客诽谤,但不久从他的发言人的辩解中获得证实.

Sr. Gore prega a proteção do meio ambiente, e a meu ver ele chegou a representar a racionalidade e consciência de uma América moderna mas dividida. Mas há seis meses, saiu uma notícia de que ele e sua esposa, apenas os dois em sua casa, consomem ao ano 220.000 quilowatts de energia, dez vezes mais que a média dos americanos e trezentas vezes mais que a média dos chineses. No começo, pensei que fosse alguma intriga política, mas pouco tempo depois seu porta-voz confirmou que era verdade.

你们看过纪录片《难以忽视的真相》。>没有,如果没有,你就不能妄下结论,如果当年戈尔胜了,那么世界现在将是另一个样子.他是一个绿色和平者,我很佩服他!是他把人类对地球的破坏用纪录片揭示给人们,使我们明白爱护地球,爱护我们的家园!他得奖无可厚非

Vocês já viram Uma Verdade Inconveniente? Caso não, não deveriam estar tirando conclusões absurdas. Se Gore tivesse ganho naquele tempo, o mundo seria um lugar completamente diferente. Ele é um ‘pacificador ecológico’, eu o admiro de verdade! Foi ele quem fez um documentário sobre a destruição causada pelos humanos no meio ambiente para que a gente assistisse, e nos mostrou como cuidar da Terra, como cuidar de nossa casa! Não há muito o que criticar sobre ele.

和平奖应该奖给我们杂交水稻专家袁荣平.如果没有袁荣平地球不知道多饥荒多乱,还和平奖?

O prêmio da paz deveria ter sido dado ao nosso expert em arroz híbrido Yuan Rongping. Se não fosse por Yuan Rongping, quem sabe quantas pessoas estariam morrendo de fome e como caótico seria o mundo? Então onde está o prêmio da paz?

Caribe

Os blogueiros da comunidade cubana nos EUA que escrevem no Babalu Blog e El Café Cubano estavam longe de serem considerados satisfeitos com a notícia, mas Caribbean Lionesse entrou no coro daqueles que se perguntavam se a vitoria de Gore o motivaria a tentar novamente a presidência dos EUA:

It's funny now if you consider how Gore's image has been revamped. There was a time when he was thought to be dull and wooden and uninteresting. People underestimated and undervalued him and he did not win as he deserved. Now his public image is far, far better than that of Dubya.

É engraçado se você levar em consideração como a imagem de Gore foi recauchutada. Houve um tempo que ele era tido como enfadonho, duro e desinteressante. As pessoas não o estimavam e o desvalorizavam, e ele não ganhou como mereceu. Agora a imagem pública dele é muito, mas muito melhor do que a de Dubya [Nota da tradução: Dubya soa como DW em inglês americano, é um dos apelidos de Bush].

Índia

As duas reações da Índia tiveram como foco Rajendra Pachauri, o cientista indiano que encabeça o IPCC.

Sepia Mutiny oferece um histórico sobre a nomeação de Pachauri para o cargo:

In recent years, Pachauri has sharply criticized the general lack of action on climate change, though interestingly his name was originally put forward for this post by the Bush administration, because he was thought to be less passionate about the subject than his British predecessor . . . The backstory on Pachauri’s initial appointment goes back to the controversy over the Bush administration’s refusal to ratify the Kyoto Protocol; more on that here. I’m a little puzzled as to why the Bush Admin. thought Pachauri would be a quieter candidate, especially since I gather he himself supported a boycott of ExxonMobil back in 2001.

Em anos recentes, Pachauri tem criticado contundentemente uma falta geral de atitude em relação às mudanças climáticas, embora seja interessante o fato de que ele foi inicialmente indicado para essa vaga pela administração de Bush porque ele era tido como menos entusiasmado sobre o assunto do que o seu antecessor britânico… O histórico da nomeação inicial de Pachauri volta ao tempo da controvérsia sobre a recusa da administração Bush em retificar o acordo de Kyoto; mais que isso. Eu estou um pouco confuso sobre o porquê da administração Bush ter pensado que Pachauri seria um candidato mais tímido, especialmente desde ele próprio apoiou um boicote ao ExxonMobil em 2001.

No SAJAForum, Sree Sreenivasan nota [en] a omissão do nome de Pachauri da citação oficial do Prêmio Nobel, observado que “ao contrário dos dois últimos Nobel da Paz, que foram dados a grandes organizações, nesse caso o presidente do grupo não foi nomeado na citação em si” Sreenivasan segue especulando sobre os motivos dessa omissão, concluindo que:

Yunus and ElBaradei [co-winners of the 2006 and 2005 awards, respectively] have been running their organizations for much longer periods of time (Pachauri only became head of IPCC in 2002) and were the most public faces of Grameen and IAEA respectively – in fact, the ONLY public faces. Their stature and sheer force of personality would certainly have been a factor in naming them individually. The other is that there wasn't another, unconnected entity splitting those awards. Once Al Gore was going to get half the award, it wouldn't make sense to name Pachauri in the IPCC citation – perhaps.

Yunus e ElBaradei [co-vencedores dos prêmios de 2006 e 2005 respectivamente] têm comandado suas organizações por períodos de tempo muito maiores (Pachauri apenas se tornou presidente do IPCC em 2002) e são os grandes rostos públicos da Grameen e IAEA respectivamente – na verdade, os ÚNICOS rostos públicos. A grandeza e mera força de suas personalidades seriam certamente fatores para a nomeação individual deles. O outro motivo é que não houve outra entidade sem conexão dividindo o prêmio. Uma vez Al Gore estaria ganhando metade do prêmio, não faria sentido nomear Pachauri na citação do IPCC – talvez.

O blogueiro de Kerala, McMenon, começa sua postagem com um trocadilho com filme de Al Gore ganhador do Oscar, dizendo “Eles não deram um prêmio a Mahatma Gandhi, nunca. Sendo o único homem que viveu e morreu em função da paz, foi inconveniente para o comitê do Nobel honrar aquele que mais mereceu”. Dizendo que Gore falhou em “lutar pelos amantes da paz na América e no resto do mundo” ao conceder a vitória a George W. Bush nas eleições presidenciais em 2006 dos EUA, McMenon expressa uma descrença profunda em tudo isso:

Let us not be fooled by the Inconvenient Truth or the Nobel Peace Prize. The USA has not signed the Kyoto agreement. You don't expect a seasoned politician like Al Gore to be taking documentaries (leave that job to real movie makers like Michael Moore and Spielberg); one expects Gore to be putting political pressure on the American government. But, then, how would a man who has no self respect do anything to save the world.

Não vamos nos deixar ser feitos de bobos pela Verdade Inconveniente ou pelo Prêmio Nobel da Paz. Os EUA não assinaram o acordo de Kyoto. Você não espera que um político versado como Al Gore vá fazer documentários (que deixe esse trabalho para cineastas de verdade, como Michael Moore e Spielberg); se espera que Gore estivesse colocando pressão política no governo americano. Mas, aí, como um homem que não tem respeito próprio pode fazer algo para salvar o mundo…

Oriente médio

Dawoud do Mideast Youth parabeniza os vencedores e cita alguma evidência de que o clima do mundo pode estar mudando, acrescentando que:

You’ve heard it all and I’m not gonna try to regurgitate all of it for the sake of doing so. According to the IPCC, we can do things today that can spare us from the worst of the predictions that are being made regarding the world 10 years from now. Just ask yourself what you can do and read more up on it and arm yourself. Human rights causes are one thing, but when mother nature does her thing, all of this means nothing.

Vocês já ouviram isso antes e eu não vou tentar regurgitar isso tudo de novo só por fazer. De acordo com o IPCC, podemos fazer algo hoje que venha a nos livrar das piores previsões que estão sendo feitas em relação ao mundo daqui a dez anos. Basta se perguntar o que você pode fazer e leia mais para se munir sobre o assunto. As causas direitos são uma coisa, mas quando a mãe natureza faz a parte dela, tudo isso significa nada.

América Latina

Alguns blogueiros da América Latina reagiram inicialmente às notícias. Eduardo Villanueva, um professor de Comunicação peruano e blogueiro do Casi Un Blog Mk. II vê esperança para os chamados “nerds” [es]:

Este Nobel de la Paz prueba que los nerds salvarán al mundo. Porque Gore
no será un nerd como los científicos del IPCC, pero igual… como no
puede ser nerd, se dedica a marketear a los nerds.

Esse prêmio Nobel da Paz prova que os nerds salvarão o mundo. Porque Gore
não é um nerd como os cientistas do IPCC, mas da mesma forma… como não
pode ser nerd, ele se dedica a fazer marketing dos nerds.

Na Argentina, Louis Cyphre escreve no blogue coletivo El Opinador Compulsivo que ele espera que esse anúncio dê em algo maior [es]:

Se lo digo en serio, espero que algo bueno salga de todo
esto y se presente como candidato a presidente en 2008.

Falando sério, espero que algo de bom saia disso tudo
e que (Gore) se apresente como candidato a presidente em 2008.

África subsaariana

Em 10 de outubro, Ray Hartley, editor do jornal diário da África do Sul The Times predisse que Al Gore estava “a caminho de uma dobradinha exclusiva: Um Oscar e um Prêmio Nobel da Paz”. Em sua postagem de 12 outubro, Hartley escreveu que o prêmio Nobel “muda tudo”:

There are nay-sayers who believe that Gore is a cynical lobbyist who is using the climate change issue to invent a fresh political career. I disagree with them. I covered the 2000 US Presidential election for the Sunday Times of South Africa and it was very apparent then that Gore was prepared to go out on a limb on environmental issues with no serious political benefit at the polls. What he has done is to popularise a very important issue. How the politics of climate change plays out is a different matter. From sunnier and sunnier South Africa, well done

Tem gente do contra que acredita que Gore é um lobista cínico que está usando o aquecimento global para lançar uma carreira política fresca. Eu não concordo. Eu cobri as eleições presidenciais de 2000 dos EUA para o Sunday Times da África do Sul e estava claro que Gore estava preparado para entrar no limbo das questões ambientais sem nenhum benefício real nas pesquisas. O que ele tem feito para popularizar um assunto tão importante. Como as políticas em relação ao aquecimento global se desenrolam é algo diferente. Da cada vez mais ensolarada África do sul, parabéns

Também ficou contente com a notícia o sul-africano nicharalambous.com, que celebrou que:

Al Gore has finally won something. And to be honest, if I were him I would rather win the Nobel Peace Prize than the presidency of the US of A.

Al Gore finalmente ganhou alguma coisa. E, pra ser honesto, se eu fosse ele preferiria o Prêmio Nobel da Paz do que a presidência dos EUA.

Outro blogueiro com uma resposta na ponta da língua foi James Opiko do PoliticalArticles.NET, que sugestionou que:

a “Libel” award should be bestowed jointly to Bush, Osama and Hitler (Posthumously) — for unleashing the worst terror on humankind in the last 100 Years.That would still not fully resuscitate America morally, but would restore much of the prestige that the number one nation in the world has lost in the last six years, under the clamps of a Republican THUG administration.

um prêmio “Calúnia” deveria ser concedido ao conjunto de Bush, Osama e Hitler (em memória) — por soltar o pior terror na humanidade dos últimos 100 anos. Isso ainda não seria suficiente para ressuscitar totalmente a moralidade da América, mas restauraria bastante o prestígio que a nação número um do mundo perdeu nos últimos seis anos, sob as rédeas de uma administração CRIMINOSA republicana.

texto original de Georgia Popplewell)

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.