Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Afeganistão: Vídeo-Blogue do campo de batalha

Vaughan Smith, fundador do Frontline Club [en] para jornalistas em Londres, está no Afeganistão e de lá está atualizando o blogue Frontline [en] com mensagens e vídeos. Em 1º de setembro de 2007 ele narrou uma batalha entre soldados britânicos e afegãos contra o Taliban.

Vaughan disse:

“A Zona Verde é a área situada nos dois lados do rio Helmand, que corta verticalmente a província de Helmand, no sul do Afeganistão. Depois de uma difícil caminhada chegamos ao local de início da operação e começamos o que os militares chamam de “avanço para contato”. Às 10 horas da manhã, encontramos o Taliban. Os combates paravam e recomeçavam o dia inteiro à medida que os soldados britânicos e afegãos avançavam de complexo em complexo. O Taliban atirava em nossa direção e normalmente corria antes que os soldados conseguissem chegar lá. O Taliban havia preparado rotas de fuga e na maioria das vezes conseguia carregar seus mortos e feridos”.

Herat não é nossa Paris

O blogue Herat diz [Fa] que muitas pessoas no Afeganistão acreditam que Herat [en], a terceira maior cidade do país, está sendo reconstruída como as autoridades governamentais afirmam. Entretanto, os moradores dizem que nada está acontecendo se compararmos com poucos anos atrás. O blogueiro cita Naghib Arvin, um jornalista local que afirma:

“Muitas pessoas acham que Herat é a Paris do Afeganistão e querem parar o projeto de reconstrução. Essa idéia não passa de brincadeira. Não devemos parar a reconstrução em Herat”.

Segundo esse jornalista, a reconstrução pode ter parado por dois motivos: falta de investimento e de apoio para produtores da região.

Não zombe do sotaque dos outros!

Mohmmad Kazem Kazemi diz [Fa] que enviou uma carta para JameJam, a revista oficial da TV iraniana, para protestar contra o seriado de televisão Charkhaneh [en]. Ele criticou os produtores de Charkhaneh, por caçoarem do sotaque dos afegãos e do modo como eles falam persa/farsi. Ele diz que os afegãos estão magoados e ofendidos. O blogueiro acrescenta que na realidade ninguém no Afeganistão fala como os personagens do seriado.

(texto original de Hamid Tehrami)

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.