Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Turquia: Proibição ao wordpress.com inspira tempestade de criticismo

Página de bloqueio na Turquia (imagem de tela de um blogue bloqueado no WordPress.com) “Acesso a site foi suspenso de acordo com a decisão nº: 2007/195 da 2ª Vara Civil de Fatih.”(Fonte: Galeria de Páginas nacionais bloqueadas | Global Voices Advocacy Blog)

Matthew Mullenweg, programador que fundou o WordPress [En], popular plataforma de blogues, recebeu uma carta [En] de um advogado atuando em nome do Criacionista Islâmico turco, Adnan Oktar, também conhecido como Harun Yahya [En] alegando ser o responsável pela proibição de blogues hospedados na plataforma do wordpress.com na Turquia. Em 17 de agosto de 2007, a 2ª Vara Civil de Fatih na Turquia bloqueou acesso a todos os blogues no wordpress.com como resposta ao processo iniciado pelos advogados de Adnan Oktar com base no fato de que blogues hospedados na plataforma publicam relatos presumivelmente difamatórios e ‘ilegais’ sobre o cliente deles. A decisão judicial resultou nos internautas turcos sendo proibídos de visitar um milhão de blogues hospedados no wordpress.com.

“We have applied to you to remove the unlawful statements regarding my client Mr. Adnan Oktar (…) in your blogs. The number of our attempts to inform and warn you regarding these defamation blogs must have been at least twenty, many times through your support page, a couple of times to your legal department and we even sent a regular mail to Mr. Matt Mullenweg. Most of our attempts were unanswered. So we have become obliged to apply to Turkish judicial courts to stop this defamation executed through your services. By the decision of Fatih 2nd Civil Court of First Instance, number 2007/195, access to WordPress.com has been blocked in Turkey.”

“Nós solicitamos que você removesse todos os relatos ilegais relacionados ao meu cliente, Sr. Adnan Oktar (…) de seus blogues. A quantidade de tentativas de informar e avisar vocês sobre esses blogues difamatórios deve ter sido pelo menos vinte, muitas vezes através de sua página de ajuda, umas duas vezes através do seu departamento legal e ainda enviamos um e-mail normal para o Sr. Matt Mullenweg. A maior parte dessas tentativas não tiveram repostas. Portanto nós fomos obrigados a solicitar que os tribunais judiciais da Turquia dessem um fim à difamação executada através de seus serviços. Por decisão da 2ª Vara Civil de Fatih, número 2007/195, acesso ao WordPress.com foi bloqueado na Turquia”

Também foi divulgado no Monsters and Critics [En] que a justiça ordenou que Turk Telecom (Turk Telekomunikasyon) a bloquear alguns websites específicos. Mas, quando os autores desses sites alteraram a localização desse conteúdo alegadamente difamatório para a plataforma do wordpress.com “solicitamos que o tribunal ordenasse que todos os websites no WordPress fossem bloqueados,” Kerim Kalkan, advogado de Adnan Oktar, disse ao Deutsche Presse-Agentur (dpa) [En].

Os advogados de Adnan Oktar estão acusando Edip Yuksel, um escritor turco rival do cliente deles, de usar blogues no wordpress.com para publicar “calúnias” sobre Adnan Oktar. Eles pediram ao wordpress.com que eliminasse todos os blogues responsáveis pelo tal conteúdo supostamente difamatório:

“Since Edip Yuksel and his crime organization could easily start new blogs in your site, they had even launched a campaign in opening defamation blogs regarding my client and had explicitly expressed this organized endeavor in his defamation blogs: “In order to make people hear our voice, let everyone start new blogs from websites such as http://blogcu.com or http://wordpress.com and let them copy the posts on those blogs and paste them to their own. You can start several at once, if possible. Please remember that the name you will give to the blogs, should be related to Adnan Oktar or Harun Yahya in order to find them quickly through Google search. If the names are already taken, you can solve this problem by using characters such as “_” (Adnan_Oktar) or numbers such as AdnanOktar100, Adnan_Oktar_50.”

we demand you to remove and prohibit any blogs in your site that contain my client’s name adnan oktar or his pen name harun yahya or various combination of these 4 names.”

“Já que Edip Yuksel e sua organização criminosa poderiam facilmente começar um novo blogue no seu site, eles já até lançaram uma campanha sobre a abertura de blogues difamatórios contra o meu cliente, e expressaram explicitamente esse esforço organizado em seus blogues difamatórios: “Para fazer com que as pessoas ouçam nossa voz, deixe que cada um comece novos blogues a partir de websites como http://blogcu.com ou http://wordpress.com e deixe que eles copiem as postagens daqueles blogues e publicassem em seus próprios blogues. Você pode começar vários ao mesmo tempo, se possível. Lembre-se de que os nomes que você dará aos blogues devem ser relacionados a Adnan Oktar ou Harun Yahya de forma que eles sejam facilmente encontrados através de uma busca no Google. Se os nomes já tiverem sendo usandos, você pode resolver esse problema usando caracteres como “_” (Adnan_Oktar) ou números como AdnanOktar100, Adnan_Oktar_50.”

Exigimos que vocês removam e proíbam qualquer blogue no seu site que contenham o nome de meu cliente adnan oktar ou seu nome artístico harun yahya ou quaisquer combinações desses 4 nomes.”

Num artigo chamado “Shooting the messenger” (Atirando no mesageiro) publicado no blogue Comment is Free [En] (Comentário é livre) do The Guardian, Ali Eteraz expressou sua crença que “WordPress foi pego em uma duradoura batalha política e cultural entre dois grupos muçulmanos rivais”, acrescentando que “a proibição deveria ser vista como o primeiro sinal desse tipo de censura que um governo islâ na Turquia está disposta a aceitar”. Algumas comentaristas, no entanto, parecem mais descrentes sobre as conclusões de Ali Eteraz: “O autor está simplesmente tentando espinafrar o governo. Não é culpa do governo turco se a justiça aprovou o pedido. A censura na Turquia existiu desde antes do partido AK [En] ter chegado ao poder. Dizer que a proibição de um blogue é parte de ‘uma censura islâmica’ é completamente ridículo” diz nadeem [En].

O caso chamou a atenção da imprensa turca e já chegou às manchetes de um dos principais jornais do país. Na blogosfera turca, e especialmente entre a comunidade do wordpress.com, duas posatgens de Matthew Mullenweg, programador que fundou o WordPress, (Blocked in Turkey [En] e Why We’re Blocked in Turkey: Adnan Oktar [En]) deram início a uma tempestade de comentários e reações. Um desses comentários mencionou as consequências da política de censura na Turquia:

“I hope that some Turkish offical reads the comments here and takes note of a few facts:
Ban one blog site= lots of publicity that presents Turkey with a very negative image
Ban one blog site= internal problems become international public news (If they are not familiar with the items that are enclosed with […] I would like to point out that is other blogs who have picked up the story and it is spreading over the web.)
Ban one blog site= places questions about Turkish attitudes about human rights
Ban one blog site= based on the wishes of a man who is being prosecuted for the same type of crime, leaves a question on who is running the country- the officials or the criminals?”

“Espero que os oficiais turcos leiam os comentários aqui e tomem nota de alguns fatos:
Proibir um blogue = muita publicidade apresentando a Turquia com uma imagem muito negativa
Proibir um blogue = problemas internos se tornam notícias públicas em escala internacional (se eles não forem familiarizados com item dentro de […] eu gostaria de destacar que são outros blogues que pegaram a estória e estão a espalhando através da internet).
Proibir um blogue = questionamento sobre as atitudes da Turquia em relação aos direitos humanos
Proibir um blogue = com base nos desejos de um homem que está sendo processado pelo mesmo tipo de crime, deixa uma questão sobre quem está no comando do país, os oficiais ou os bandidos?”

Ali Eteraz notou que um blogueiro turco canadense está planejando um plano de ação de revanche para blogueiros, “para aqueles que estão muito chateados”:

“I put out a call for all bloggers, on all platforms, to make silly jokes and bad puns and hey, some defamatory statements about anal-retentitiveness while we’re at it about the apparently both well-connected and thin-skinned ADNAN OKTAR or his pen name HARUN YAHYA.

This will cause Turkey either to extend the ban to ALL blogging platforms, including mainstream newspapers such as the Guardian and the New York Times, or to drop their block against WordPress. Such legal actions have to be asserted in all cases, or they must be dropped.”

“Eu publiquei uma chamada para todos os blogueiros, de todas as plataformas, para tirar piada de mal gosto e, até, alguns comentários difamatórios sobre fase anal enquanto estamos falando do aparentemente bem-conectado e ultra-sensível ADNAN OKTAR ou seu nome artístico HARUN YAHYA.

Ou a Turquia terá que estender a proibição a TODAS as plataformas de blogue, incluindo a de jornais importantes como o Guardian e o New York Times, ou desistir do bloqueio do WordPress. Ações legais desse tipo devem ser implementadas para todos os casos, ou então anuladas”.

Digital inspiration [En] mostra como o burlar o bloqueio ao wordpress.com na Turquia:

“To bypass the government ban, WordPress.com bloggers and blog readers in Turkey can configure the internet connection settings of their web browser and point the DNS server to that of OpenDNS instead of using the default DNS server of the Turk Telecom ISP.”

“Para burlar o bloqueio do governo, blogueiros no WordPress.com e leitores na Turquia podem alterar as configurações de internet em seus navegadores e mudar o servidor DNS em OpenDNS em vez do servidor de DNS padrão do ISP da Turk Telecom”.

Outro usuário apresenta Phantomix, uma nova “ferramenta de trabalho de código livre para bular censura” configurada para usar os software Tor e Privoxy.

Um blogueiro, Kylapasha, de Islamabad fez uma badge com o objetivo de mostrar o apoio dos paquistaneses aos blogueiros turcos:

“When the Pakistani block happened, some nice folks made banners to put on their blogs. So I decided to return the favour. I’ve made a few, feel free to download and use them.”

“Quando o bloqueio aconteceu no Paquistão, alguns camaradas do bem fizeram banners para colocar em seus blogues. Então eu decidi retribuir o favor. Eu fiz alguns, que podem baixados de graça e usados”.

Veja mais badges aqui

(texto original de Sami Ben Gharbia)

 

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

 

7 comentários

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.