Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Filipinas: Condições climáticas extremas deixam público alarmado

A maioria dos blogueiros das Filipinas está preocupada com as mudanças no modelo de clima no país. Se o aquecimento global era um termo obscuro há alguns anos, trata-se agora de uma palavra familiar que pode ser entendida por quase todo mundo. Situada no Círculo de fogo do Pacífico, o arquipélago das Filipinas é normalmente assolado por furacões, tremores de terra e erupções de vulcões. Ainda assim, apesar de calamidades naturais não serem novidade, muitos filipinos estão alarmados quanto ao assunto é a maluquice do clima nos últimos meses. Mudanças climáticas alimentaram um certo nível de pânico entre o público e deram início a uma discussão na comunidade sobre qual seria a melhor medida de adaptação a ser implementada hoje.

O blogue One Alternative Energy [En] fala da estação das secas que afetou o a parte norte do país:

“The Philippines is welcoming typhoons with open arms. Not because of the death and destruction that they usually bring, but rather for the strong rain that accompany it. Rains are very much needed now in the northern island of Luzon where the capital, Metro Manila, is located. This is necessary so that the rains can fill up the reservoirs of the hydroelectric dams. The water levels of the dams are running very low due to the prolonged dry season that preceded the rainy season. This could be the Philippines’ own proof that global warming exists.”

“As Filipinas estão esperando os furacões de braços abertos. Não por causa da morte a destruição que eles causam, mas devido às chuvas fortes que os acompanham. Chuvas são muito necessárias agora na ilha de Luzon, ao norte, onde se localiza a capital metropolitana Manila. São necessários para que as chuvas possam encher as reservas das represas hidrelétricas, que estão muito baixas, em função do verão que precede a estação de chuvas. Essa pode ser a própria prova vinda das Filipinas que o aquecimento global existe”.

The Keyboard Confessional [En] identifica dez razões pelas quais existe seca no país. A temporada de seca não está afetando apenas o fornecimento de água; há também um impacto negativo na agricultura. A-Force [En] traz links para uma notícia que mostra que a seca custará à economia P1 bilhão.

Manila Times [En] diz que o país encara um grande risco com o aquecimento global. Thoughtstreams [En] menciona a tempestade de granizo em uma cidade nas montanhas. Um ciclone também ocorreu na província. Wow Zamboanga [En] cita o clima errático na parte sul das Filipinas.

O governo lançou mão do processo de semeadura de nuvens para aumentar o nível da água nas represas. A Igreja Católica juntou pessoas de fé para rezar pedindo chuvas. Os céus atenderam aos pedidos. Chuvaness [En] está bem contente:

“This rain comes with thunder and lightning, which tells me its real rain from heaven. Yesterday we started praying for rain in all Catholic masses in the Philippines. This is a true sign that prayers deliver miracles, what more if a whole nation prays.”

“Essa chuva vem com trovoada e relâmpago, o que me diz que é chuva de verdade vinda dos céus. Ontem nós começamos a rezar pela chuva em todas as missas católicas das Filipinas. Esse é um sinal de fato de que orações trazem milagres, ainda mais se uma nação inteira reza”

Aiza Bautista, Typing Free [En] pede cautela para os meios de comunicação não amedrontem o público:

“I’ve already refused listening to radio and watching TV about the rants of how the dry spells are affecting everything from the rise of electricity to cloud seeding to global warming. It’s just pathetic how they’re making everybody panic over these while it is the perfect time to inform people of what they should be doing instead.”

“Eu já me recusei a ouvir o rádio ou assistir TV sobre essa maluquice de como a temporada de seca está afetando tudo, do aumento da eletricidade para semear nuvens até aquecimento global. Chega a ser patético como eles estão fazendo todo mundo entrar em pânico, enquanto, em vez disso, seria a oportunidade perfeita de informar às pessoas sobre o que elas deveriam estar fazendo”

Em muitos casos, as pessoas estão colocando a culpa em previsões do tempo imprecisas no país. Akomismo [En] explica:

“So far we just have 12 weather forecasters, and half of them are applying for jobs abroad. The University of the Philippines — which offers the sole meteorology course in the country — is struggling to find five applicants to keep the course in the curriculum. This is how urgent the need is.”

“Até agora, temos apenas 12 pessoas fazendo a previsão do tempo, e metade delas estão se candidatando a empregos fora do país. A Universidade das Filipinas – que oferecem o único curso de meteorologia no país – está lutando para encontrar candidatos e manter esse curso funcionando. Para se ver o quão urgente a necessidade é.”

Kalikasan [En] tem dúvidas se o governo está pronto para encarar de frente o impacto do aquecimento global:

“Whether the dry season will progress into drought or whether it will be followed by an extremely wet season with typhoons and heavy rains, the question is whether the government is prepared to handle the possible effects of these weather conditions on the people, among these the vulnerability to more environmental tragedies, diseases, and economic dislocation.”

“Venha a estação das secas evoluir para uma aridez ou não, ela será seguida de uma estação extremamente chuvosa, com furacões e chuvas, e a pergunta é se o governo estaria preparado para lidar com os possíveis efeitos dessas condições climáticas em relação às pessoas, dentre os quais a vulnerabilidade a tantas tragédias, doenças e deslocamento econômico”

Cool the Planet [En] sugere medidas que cada um pode tomar:

“A little goes a long way. Even a small cut on your power consumption will limit carbon emissions. Turn off the aircon and just use an electric fan especially since its getting cold [due to the rainy season]. Or for college students, when you pass by an empty classroom, make sure the lights and the fans are turned off. Don’t forget to tell your friends and family to practice the same energy-saving habits. We all have a stake in this world after all.”

“Com pouco se vai longe. Mesmo uma pequena redução no seu consumo de energia, reduz emissões de carbono. Desligue o ar-condicionado e use apenas o ventilador, ainda mais que está esfriando [devido à estação das chuvas]. Ou, para estudantes, ao passar por uma sala de aula vazia, se certifiquem de que a luz e os ventiladores estão desligados. Não se esqueçam de dizer aos seus amigos e família para praticar esses mesmos hábitos de economia de energia. De qualquer forma, todos nós temos uma fatia desse planeta.”

Batanghamog [En] aconselha que o governo aprenda com as práticas ecológicas de outros países. The composed gentleman [En] elogia a decisão do governo de incluir o aquecimento global na grade escolar. Planeta Azul [En] relata que as mudanças climáticas estão na pauta legislativa do presidente. Allen’s Site [En] alerta que a crise do meio ambiente pode ser usada para promover as ambições presidenciais de determinados políticos. Gerry Albert Corpuz presents [En] quer que os ‘fundos de ajuda emergenciais’ para fazendeiros sejam monitorados de perto por grupos anticorrupção. Greenpeace in Southeast Asia [En] tem uma página dedicada a conscientizar sobre as mudanças climáticas.

Blogged [En] publica um novo artigo sobre a necessidade de um “plano integrado para gerenciar os perigos apresentados pelo elevamento da temperatura global que consideram soluções para a costa, florestas, agricultura e saúde, só para citar algumas”.

Uma análise das postagens em blogues filipinos sobre o aquecimento global também revela que um grande número de jovens filipinos descobriu as desastrosas consequências do aquecimento global através do documentário ‘An Inconvenient Truth’ [En] (Uma Verdade Inconveniente) produzido pelo ex vice-presidente dos EUA, Al Gore.

Artigos relacionados: The perfect storm [En], Worst marine disaster [En]

(texto original de Mong Palatino)

 

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

 

 

1 comentário

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.