Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Blogues de mulheres são alvo de filtragem no Irã

O blogue de Mehdi Mohseni’s, Jomhour [Fa] (que quer dizer República em persa) é uma fonte de informação sem tamanho sobre questões sociais e políticas no Irã. Se você quer “correr atrás” de blogues iranianos, não deve perder este de vista. São cerca de mil visitas diárias.

P: Pode se apresentar e apresentar o seu blogue?

Meu nome é Mehdi Mohseni e nasci em 1980 no Qom. Estudei engenharia civil. Eu sou tipo jornalista independente. Publiquei meu primeiro blogue em 2002.

P: Você tem como base o sudoeste do Irã. É possível falar sobre blogueiros locais? Quer dizer, blogueiros que apenas falam sobre suas cidades?

Como vocês sabem, blogues são uma forma de mídia sem fronteiras. Blogueiros podem escrever de qualquer lugar do Irã e ter audiência em qualquer canto do mundo. Eles podem falar sobre qualquer coisa. Eu acho que existem blogues locais que apenas escrevem sobre suas cidades ou local em que estão estão, mas em geral esse tipo de blogue com um foco tão local não é muito levado em consideração.

Mulheres na linha de fogo

P: Quais é o principal problema de blogueiros iranianos além da filtragem? Os hackers causam problemas?

Blogueiros, assim como os outros, enfrentam várias dificuldades no Irã. Muitos sites iranianos em geral, e os políticos em especial, são filtrados. Nos últimos dois anos, filtragem e censura pioraram. Em especial, blogues escritos por mulheres passam por filtros. Os assuntos dos quais você fala não contam tanto. Se você for mulher, existe um risco real de que seu blogue será filtrado. Sites políticos, e sites escritos por reformistas e religiosos nacionalistas também são alvos. Mas os blogues mais afetados pela filtragem pertencem a ativistas civis da sociedade, como estudantes, a mulheres e a ativistas sindicais.

Hackers não chegam a ser um problema para blogueiros. Até o momento, apenas sites oficiais foram vítimas de hackers. No geral, as pessoas também sofrem com conexões à internet muito devagar, altos custos e baixa qualidade técnica.

Além da imaginação

P: Como você avaliaria a evolução de blogues iranianos nos últimos anos?

Eu posso expressar minhas próprias idéias com base em observações pessoais em vez de análises científicas. Eu acredito que há uma pressão muito grande nas pessoas dessa sociedade e blogar é um bom instrumento para ajudar essas pessoas a se expressarem na sociedade. Esse pode ser o motivo pelo qual tantas mulheres e garotas estão blogando. Recentemente, muitas pessoas de meia-idade começaram a usar blogues para expressar suas opiniões também.

P: Como você vê a influência dos blogues na sociedade?

Existe uma censura cada vez maior no Irã e na ausência de jornais e portais de notícias, os blogues realizam algo que vai além da imaginação, mesmo que não possamos confiar em todas as informações que encontramos neles. Blogueiros têm o poder de transformar tópicos em assuntos da hora dentro da sociedade e de forçarem o governo a reagir.

(texto original de Hamid Tehrani)

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

1 comentário

  • adorei este blog e também queria dizer que sou gay e que adorei aquele gajo que estava na foto mais acima……………..
    amo-te muito és tudo bom melhor não á…

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.