Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Colômbia: Show da Moda Colombiana de frente e verso

 

Os blogueiros colombianos debatem a importância do Colombiamoda internacional, uma modelo fala dos aspectos nem tanto cor-de-rosa do desfile, enquanto outros escrevem sobre o que pensam das celebrações da Independência no dia 20 de julho, que aconteceram na Ilha de San Andrés pela primeira vez na história da Colômbia.

O ColombiaModa [ES] aconteceu entre 10 e 12 de julho, em Medellín. No De Buena Fuente [ES] o autor comenta:

“Además del atractivo de lo que pueda mostrar la diseñadora Carolina Herrera, esta nueva versión de Colombiamoda en Medellín tendrá un asunto, aparentemente superfluo, pero que reviste gran importancia en el mundo de la moda: el peso de las modelos. Por primera vez en la historia la organización del evento, Inexmoda le puso atención al tema y el peso de las modelos estará en los ojos de los especialistas. Esta preocupación en las pasarelas de todo el mundo por fin llegará a Colombiamoda donde poco caso le habían hecho al tema.”

“Tirando as atrações que a estilista Carolina Herrera pôde mostrar, essa nova versão do  Colombiamoda em Medellín trará um assunto, aparentemente supérfluo, mas de grande importância no mundo da moda: o peso das modelos. Pela primeira vez na história, a empresa organizadora do evento, Inexmoda, prestou atenção no assunto e o peso das modelos estará nas mãos de especialistas. Essa preocupação nas passarelas de todo o mundo finalmente chega na Colombiamoda, onde o assunto era tratado com pouco caso.”

O life is beautiful, andriumejia [ES] entrevistou Carolina Herrera e perguntou a ela quais as percepções que tinha sobre a questão da regulamentação do peso. A resposta de Herrera a deixou decepcionada:

“Ella, muy segura, me responde que en el mundo de la moda las modelos siempre han sido altas y fl acas. Y que además, la anorexia se da en todos los ámbitos de la vida… en la danza, el ballet, el cine… Y que ella opina que eso no tiene nada que ver con la moda si no que, más bien, se debería culpar a las familias y a las mamás que no educan a sus hijas en los hábitos alimenticios correctos y las dejan caer en esta enfermedad.”

“Ela, com uma certa confiança, respondeu que no mundo da moda as modelos sempre foram altas e magras. E que, além disso, anorexia é algo que se dá em todos os âmbitos da vida… na dança, no ballet, no cinema… E na opinião dela não seria nada que tivesse a ver com a moda em si, e que as famílias e as mães deveriam ser culpadas por não educarem suas filhas a terem hábitos alimentares saudáveis e as deixarem cair nessa doença.”

Sergio, também sobre o Colombiamoda, postou algumas imagens que ele tirou por trás dos bastidores em seu blogue, CiudadSolar [ES]. Andrew + Iconia também postou imagens em seu album de fotos no Flickr. Testarudo, um estilista de moda, traz fotos das roupas que apareceram na passarela, tanto no blogue quanto numa galeria do Flickr.

El fiscal no La Fiscalia [ES] se pergunta porque a Colombiamoda atrai tanto a atenção da mídia, que insistiu na cobertura da semana de moda 24h por dia:

“Tal vez Colombiamoda tenga mucha proyección y visitantes internacionales. No negamos su importancia dentro de la industria textil. Es decir, es importante comercialmente para quienes trabajan dentro del negocio de la moda pero a los consumidores no nos afecta en nada.

¿Por qué razón los medios nos meten a Colombiamoda por los ojos? ¿Qué tiene Colombiamoda? ¿Alguien sabe la respuesta?”

Talvez a Colombiamoda tenha muita projeção e visitantes internacionais renomados no mundo inteiro. Não negamos a importância dela dentro da indústria têxtil. Em outras palavras, é um evento comercialmente importante para aqueles que trabalham no ramo da moda, mas para os consumidores de nada os afetam.

Por quais motivos os meios de comunicação nos metem Colombiamoda goela abaixo? O que é que Colombiamoda tem? Alguém poderia responder?

No El Averno [ES], Bernardo Barrera tem um comentário afiado sobre como a Colômbia esquece seus problemas quando a Colombiamoda entra na passarela:

“Qué lindo, vacaciones de mitad de año, y para cerrarlas con broche de oro, Colombiamoda, magno evento de la «moda» Colombiana, evento cultural y recreativo, pues: cultural porque ¿qué más cultura se le puede pedir a un Colombiano? ¡Vallenato y fútbol!; recreativo porque nada mejor que ver culos, tetas y pijas forradas para olvidarse del gurre que se tiene por esposa o esposo… Y pues claro, allá está metida toda la «crema y nata» del país, todos comentando lo importante de la moda en Colombia, un país donde tres cuartos de la población es pobre, y de ellos más de la mitad no solo es pobre sino que vive en la inopia…”

“Que lindo, férias logo na metade do ano, e para encerrar com chave de ouro,   Colombiamoda, evento magnânimo da “moda” colombiana, evento cultural e recreativo, pois: cultural porque que mais cultura pode se exigir de um colombiano? Vallenato [EN] e futebol! E recreacional porque nada melhor quer ver bundas, peitos e picas forradas para se esquecer das brigas com seu marido ou esposa… E claro que ali está metido o “crême da nata” do país, todos comentando a importância da moda na Colômbia, um país no qual três quartos da população é pobre, e que mais da metade não é apenas pobre, pois vivem na miséria absoluta…”

A Rádio W traz uma entrevista em áudio [ES] onde a top-model colombiana Norma Nivia comenta sua experiência num desfile de moda e a guerra de agências por comissões onde o diretor da agência de modelos INforma tentou tirá-la do desfile no último minuto, para substituí-la por uma modelo novata de Medellín, que trabalha para a agência dele, algo que Norma Nivia acredita ser devido ao fato de que ela trabalha para Stock Models, uma agência concorrente de Bogotá.

Por outro lado, 20 de julho foi o Dia da Independência da Colômbia, e esse ano teve um algo a mais especial.

Javier Ramírez do Tertulia Vespertina [ES] escreve:

“Por primera vez en la historia de Colômbia, el desfile conmemorativo del 20 de Julio se realizó en el departamento archipiélago de San Andrés… Históricamente al archipiélago de San Andrés, se le ha tenido poco en cuanta en materia de inversión y participación, esto con el agravante de la insistente lucha fronteriza con Nicaragua, país que reclama el territorio. Es por esto que el desfile de hoy tiene tanta trascendencia ya que une a toda la nación entorno a la libertad.”

“Pela primeira vez na história da Colômbia, o desfile comemorativo do 20 de julho aconteceu no arquipélago de San Andrés… Historicamente, o arquipélago de San Andres, que sempre teve pouco em matéria de reversão e participação, com o agravante da disputa insistente pela fronteira com a Nicarágua, país que exige o território. Por esse motivo, o desfile de hoje tenha sido transcendental já que uniu toda a nação em torno da liberdade.”

O blogueiro do Colômbia Digital, Carlos Sanabria se preocupa:

Llevar a San Andrés el desfile militar del 20 de Julio, que usualmente se realiza en Bogotá, para dar muestra de soberanía en momentos en que el Tribunal Internacional de La Haya decide si tiene o no competencia para intervenir en la reclamación que hace Nicaragua del archipiélago.

De esto último les quería hablar. Este nuevo golpe de opinión, va a tener a periodistas y analistas opinando sobre la conveniencia o no de un desfile, que podría ser considerado por Managua una demostración innecesaria de fuerza y un acto hostil.”

Levar a o desfile militar do 20 de Julho a San Andrés, que normalmente acontece em Bogotá, para dar mostra de soberania em momentos em que o Tribunal Internacional de Haya decide se tem ou não competência para intervir na exigência que a Nicarágua está fazendo quanto ao arquipélago.

Gostaria de falar sobre esse último ponto. Esse novo golpe de opinião que levarão jornalistas e analistas a opinarem sobre a conveniência ou não do desfile, que poderia ter sido considerado por Manágua uma demonstração desnecessária de força e um ato de hostilidade.

Maldoror do Un Colombiano Más [ES] também achou algo mais ou menos parecido, mas termina com uma conclusão diferente:

“Sin embargo, pienso yo, más honesto que las maruyas de Bogotá o las intrigas de Managua, más certero y valioso que lo que opine un poco de jueces en la Haya, sería hacer un plebiscito entre los habitantes de la isla, y preguntarles si quieren ser independientes, seguir con Colômbia o unirse a Nicaragua. Por alguna extraña razón esa alternativa es la que nadie parece considerar.”

“Ainda assim, penso eu, mais honesto que os tumultos em Bogotá ou as intrigas Manágua, e certamente mais valioso do que a opinião de certos juízes eh Haya, seria se fazer um plebiscito entre os habitantes da ilha perguntando se eles querem ser independentes, seguir com a Colômbia ou unir-se à Nicarágua. Por algum motivo estranho, essa é uma alternativa que ninguém parece levar em consideração”.

Se você quiser ver um vídeo do Hino Nacional da Colômbia, Julieth publicou um vídeo do youtube com o Hino Nacional da Colômbia como uma forma de comemorar a data.

(texto original de Juliana Rincón Parra)

 

 

O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.

 

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.