Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Sérvia: Um caso especial de plágio de Blogues

Será que uma Licença Creative Commons ajuda a proteger seu blogue contra o plágio? Será um crime se uma pessoa da China copiar seu blogue para vencer a assim chamada “Grande Firewall da China[EN], tentando ganhar algum dinheiro no caminho? Como se proteger destas transgressões da rede?

Danica Radovanovic é uma bem conhecida blogueira de Belgrado, que se preocupa muito com sua propriedade intelectual e está ansiosa para resolver o problema que ela descreveu na lista do Creative Commons[EN] em 30 de maio:

” […]

some guy mirrored and stole entire blog of mine, the guy copied entire blog, my intellectual property under CC license (Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 License) plus he added AdSense to earn money on my account – I never ever had commercial usage or benefit from my blog.

[…]

To cut story short, you saw the link of my latest post, I won’t post anymore as everything comes up from mine blog to this stealer’s blog who earns on my intellectual work (placed in China I assume). You will find all info in this post and from comments of IT and software engineers. Also science blogger Bora Zivkovic from Science Blogs gave alert at his web site and we are looking for legal help asap.”

“[…]

algum cara espelhou [mirrored] e roubou meu blogue inteiro, o cara copiou o blogue inteiro, minha propriedade intelectual sob licença CC (Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 License) e ainda colocou um AdSense para ganhar algum dinheiro nas minhas costas — eu nunca tive uso ou benefício comercial sobre meu blog.

[…]

Para encurtar a história, vocês viram o link no meu último post. Eu não vou postar mais nada já que tudo que aparece no meu blog vai para o blog deste ladrão que ganha dinheiro com o meu trabalho intelectual (lá na China, eu acredito). Vocês irão encontrar todas as informações neste post e nos comentários de engenheiros de TI e de software. O blogueiro científico Bora Zivkovic, do Science Blogs, também deu um alerta em seu site e nós estamos procurando por ajuda legal o mais rápido possível.”

Em seu blog, Danica blogou uma orientação passo-a-passo para ajudar outros a lidarem com a mesma situação:

“Let this be loud shame for those thieves. It is detected where the stealer comes from, as well as I reported abuse email on their host, and to the Google removals.”

“Que isto seja uma grande vergonha para estes ladrões. Já foi detectado de onde vem o ladrão, assim como já enviei notificações de abuso para seu hospedeiro, e para o Google removals.”

Yan responde:

“[…] What he did is setting up a proxy for people in mainland China to access wikipedia, technorati, and wordpress. You know the GFW block these websites. […] So blame him for the ads, and blame GFW at the same time.”

“[…] O que ele fez foi criar um proxy para que o povo na China continental possa acessar a wikipedia, technorati e wordpress. Você sabe que a Grande Firewall da China bloqueia estes sites. […] Então culpe-o pelos anúncios, e culpe a GFC (GFW) ao mesmo tempo.”

Bernarda dá um outro exemplo, introduzindo os misteriosos “redirecionamentos 302″:

” Here is another serious blogger who has problems. Jim Zwick’s very informative site on Mark Twain and other stuff has basically been shut down.

“ […] The removal of the materials from the site is the result of the site being banned from both Google and the Microsoft Live search engine, which I believe is the result of their inability to deal with a well-documented problem with page hijacking using 302 redirects. A 302 redirect is supposed to be used to tell a web browser that a page has been temporarily moved to a new location. The browser is supposed to automatically go to that URL instead of generating a “page not found” error. Google and other search engines (except Yahoo) interpret these links to mean that the page linked to really belongs at the linking site, and it lists it under that domain instead of the domain where the page is housed. […]””

“Aqui está outro blogueiro sério que tem problemas. O site muito informativo de Jim Zwick sobre Mark Twain e outros assuntos foi, basicamente, fechado.

‘[…] A remoção dos materiais do site foi o resultado do banimento do site tanto do mecanismo de busca do Google quanto do Microsoft Live Search, o que eu acredito ser o resultado da inabilidade deles de lidar com um bem documentado problema de sequestro de página usando redirecionamentos 302. Um redirecionamento 302 é, em tese, usado para dizer ao navegador [web broswer] que a página em questão foi temporáriamente movida para outra localização. O navegador, então, deveria ir automaticamente para aquela URL em vez de gerar um erro de “página não encontrada”. O Google e outros mecanismos de busca (excetuando o Yahoo) interpretam estes links como afirmações de que a página referenciada pertence, na verdade, ao site que a referenciou [linked], e então a lista sob aquele domínio em vez do domínio onde ela está sendo hospedada […]'”

Mark McCrohon escreve:

“I have developed a plagiarism detection tool called DOC Cop that helps bloggers determine if their site has been posted elsewhere on the web. DOC Cop is on the web here – DOC Cop does not take copyright or ownership of material submitted for investigation and processing is free of charge (donations appreciated).”

“Eu desenvolvi uma ferramenta de detecção de plágio chamada DOC Cop [literalmente, ‘policial dos documentos’, n. do t.] que ajuda blogueiros a determinarem se seu site está sendo publicado em algum outro lugar da web. DOC Cop está disponível aqui — DOC Cop não leva em conta o copyright e a propriedade do material submetido para investigação e o processamento é livre de qualquer cobraça (doações são apreciadas).”

Então, Danicar considera dois meios de se combater o cibercrime:

” […] 1. to submit a formal notification of claimed infringement as described in the Digital Millennium Copyright Act (512(c)(3)(A)(i-vi)) to the Host (big company where this criminal holds all domains), so they would: ”Upon receipt of a valid DMCA Notification, we will commence with the removal of such content in an expeditious manner.”

vague…

and the other way, which includes real Digital Guru’s

2. to process my request of infringement here (”the file a notice of infringement with us – read: Google, you must provide a written communication”):

and this way has a much much heavier and broader notice.[…]”

“[…]1. submeter uma notificação formal de afirmação de infringência, como descrito no Digital Millennium Copyright Act (512(c)(3)(A)(i-vi)), para o hospedeiro[host] (grande empresa onde o criminoso mantém seus domínios), para que eles possam: ‘Mediante recebimento de uma notificação DMCA válida, nós iremos começar a remoção de tal conteúdo com a maior presteza possível.’

vago…

e o outro modo, que inclui um real Guru Digital

2. processar meu requerimento de infringência aqui (‘o envie um aviso de infringência conosco – leia-se: Google, você tem que nos prover uma comunidação por escrito”):

e este modo tem uma visibilidade muito maior e mais impactante.[…]”

Raincoaster escreve:

” This particular case has been discussed in the forum quite extensively and the general consensus is that it’s a workaround to make sure that the contents of our blogs are made available to people in China and other countries where WordPress is banned, rather than a targeted attempt at piracy or theft of intellectual property.

You’re right, though, Adsense is very bad form. VERY bad, and it shouldn’t have been there in the first place.

At this point you get to make a choice: if you see this as a creative way to get your blog past the censorship hurdles that China puts up, then you would leave things. It’s posting my blog too, and I’m just going to leave it because it’s important to me that my blog be read all over the world, even in countries where the governments try to block it.

If you still want to pursue this, the only real choice is the way that Dreamhost, the company you’re dealing with, has requested, which is your choice #1 in that list you’ve just posted.

It’s entirely up to you.

[…]

What I mean is, you need to HIRE a lawyer. The EFF is a great resource, but they’re not a legal aid group; they’re lobbyists and activists.

Remember, too, that it’s US Copyright that you’re operating under, because you published it on a WordPress.com blog and that’s the terms of service. But the blog you’re fighting may or may not be hosted in a country that recognizes that law. China certainly doesn’t.”

“Este caso em particular foi debatido bem extensivamente no forum e o consenso geral foi de que se trata de uma circunvenção para certificar-se de que o conteúdo de nossos blogues será disponibilizado para o pessoal na China e em outros lugares onde o WordPress foi banido, em vez de ser uma tentativa específica de pirataria ou roubo de propriedade intelectual.

Você tem razão, contudo, de que colocar um AdSense fica muito mal. MUITO mal, e não deveria ter sido feito desde o princípio.

Neste ponto, você tem que fazer uma escolha: se você ver isso como uma forma criativa de fazer seu blogue atravessar a censura da China, então deixe as coisas como estão. Estão publicando o meu blogue também, e eu vou simplesmente deixar rolar, pois é importante para mim que meu blogue seja lido no mundo todo, mesmo em países cujos governos tentem bloqueá-lo.

Se você ainda quiser seguir com este caso, a única escolha que você tem é seguir o que a Dreamhost, a companhia com a qual você está lidando, pediu, que é a sua escolha número 1 na lista que você acaba de postar.

É você que decide.

[…]

O que eu quero dizer é, você terá que CONTRATAR um advogado. A EFF [Eletronic Frontier Foundation] é um grande recurso, mas eles não são um grupo de ajuda legalizado: eles são lobistas e ativistas.

Lembre-se, também, de que é sob o Copyright dos EUA que você está operando, porque você publicou em um blogue do WordPress.com e estes são os termos de serviço. Mas o blogue com o qual você está lutando pode ou não estar hospedado em um país que reconhece esta lei. A China certamente não a reconhece.”

Michele escreve:

” I feel your pain!

I’ve been having similar issues with a well known industry news site stealing my articles and reposting them verbatim as their own

I didn’t want to name and shame at first, but I eventually did, as their response was so pathetic.”

“Eu sinto a sua dor!

Eu tenho tido problemas semelhantes com um bem conhecido site de notícias sobre indústria roubando meus artigos e os republicando na íntegra como artigos deles.

Eu não queria dar nomes e apontar a princípio, mas eu eventualmente o fiz, uma vez que a resposta deles foi tão patética.”

Em sua blogada entitulada “Goodbye, Wikipedia.jaylee.cn!“[Adeus, Wikipedia.jaylee.cn!], Danica encerra o caso:

“You may feel sorry that the whole wikipedia mirror is gone, as the guy who did the same with my blog was also circumventing Chinese content restrictions, as earlier said that citizens of China are not allowed to read Wikipedia. His web site was shut down by his ISP due to supposed threats from government.”

“Você pode lamentar que a totalidade do site que espelhava a Wikipedia tenha se perdido, uma vez que o cara que fez a mesma coisa com meu blog também estava circunventando as restrições de conteúdo chinesas, uma vez que dizem que cidadãos da China não tem a permissão de ler a Wikipedia. Seu site foi fechado por seu provedor de serviços de internet por conta de supostas ameaças do governo.”

Neste momento, o caso está encerrado, mas a quantidade de tensão, tempo e esforço investidos por Danica para solucionar a questão foram enormes. Esta é uma pequena contribuição para o exame das questões éticas do blogar. A conversa continua.

(Texto original por Ljubisa Bojic)

 

 

“O artigo acima é uma tradução de um artigo original publicado no Global Voices Online. Esta tradução foi feita por um dos voluntários da equipe de tradução do Global Voices em Português, com o objetivo de divulgar diferentes vozes, diferentes pontos de vista. Se você quiser ser um voluntário traduzindo textos para o GV em Português, clique aqui. Se quiser participar traduzindo textos para outras línguas, clique aqui.”

3 comentários

Junte-se à conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.