Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Angola: Kitanda — O Portal para a Lusosfera Africana

Se você quer conhecer a lusosfera da África, um dos melhores pontos de partida é o blogue “Kitanda” (“quitanda” ou “feira” em Kimbundu, uma das línguas nacionais de Angola.Kitanda tornou-se ao longo dos anos, desde seu lançamento em 2004, uma referência inevitável dentro da lusosfera. Dedicado principalmente à mostra de poesias escritas em português por autores de todos os países lusófonos, Kitanda também apresenta freqüentemente uma visão crítica sobre acontecimentos sociais e políticos nesses países e internacionalmente, tudo envolvido com imagens evocativas, música incidental e, talvez o mais importante, uma vasta gama de blogues da lusosfera.

A postagem a seguir é apenas um exemplo do espírito do blogue. Ele apresenta a música “Luanda” e sua letra composta pelo grupo de hiphop “Kalibrados”, de Luanda, expressando o orgulho e os pesares da capital de Angola e de seus cidadãos. A canção é enriquecida por uma linha de coral de uma das pérolas da música angolana, “Monami” (“Minha Criança” em Kimbundu) composta pela proeminente cantora angolana, a falecida Lourdes Vandunem.

Fico malaíko (espantado) com as cenas que constato
Queres ver Luanda, vê primeiro Ecos e Factos
Se água tem, energia não tem.
Se energia tem, água não tem,
nem tudo tá sebem.
A maioria não se importa é só tchillar¹
Sexta farrar,
sábado no bar,
segunda a kubar (dormir)
E Luanda vai morrendo lentamente.
Sem jovens para erguer uma capital diferente.
Se não formos nós, quem fará por nós?
O estrangeiro explora e foge
nunca querer saber de nós.
Não há estrilho(problema), para tudo existe um prazo.
Nossa existência não é obra do acaso.
Digam de que forma a gente vai criticar,
vai relatar, não só Luanda,
Angola vai mudar.

Só a mudança para sarar minha ferida,
ua ué (lamento) Luanda, amor da minha vida.

Essa é a minha, a tua, a nossa, vossa banda (vizinhança).
Essa é a minha, a tua, a nossa, vossa Luanda.

A preto e branco, como vês, nua e crua,
crua e nua,
conclusões efectua
O kimbundo? nana (nada).
O português? Fala-se mal!
Não é normal,
em termos de linguagem, tá-se mal.
Luz, niente (nada), água, niente.
É melhor eu me calar para não ser inconveniente.
O tempo da TPA, quase todo já foi-se.
Porque quase todos têm em casa, a Multichoice.
Channel O, MTV, KTV, CBC, SIC, Globo, RTPI.
Sim, a globalização tem força,
vemos outras culturas e esquecemo-nos da nossa.
Tu vês que eu não falo a toa.
Roulottes em Luanda é tipo cafés em Lisboa.
Reparem só, analisem com atenção:
sobre o preço da gasolina, sobre o preço do pão.
Sobe quase tudo, só o salário que não.
Bwé(muita) de makas (disputas), bwé de estrilhos, bwé de kilingas mayuya (coisas malucas).

Mas mesmo assim, minha Luanda kuia (emociona).
Mas ‘inda assim, minha Luanda kuia.
Mas mesmo assim, minha Luanda kuia.
Mas ‘inda assim, minha Luanda kuia.Bem-vindo a Luanda, a cidade que acontece,
onde todos são pausados, todos são kaenches (legais),
onde há bwé de problemas, mas ninguém tá preocupado.
Muitos passam fome, mas tão sempre bem grifados (vestidos).
Não há retalhos, problemas é a grosso.
Tá na moda formar grupo e dar com catana(navalha) nos outros.
Tem dicas para rir, tem dicas pra chorar.
E o Luandense até nos óbitos, gosta de se mostrar.
Isso é Luanda, ninguém respeita nada.
Com conversa, não se entendem,
só se entendem com porrada.
Fico malaíko com o clima da cidade,
na porta da discoteca, todos são celebridade
Ninguém pode esperar, todo mundo quer ser visto.
“Hey brother, sou VIP”. Comé, brother, evita isso!
Esse mambo (negócio) tá empestado de ilusão,
Luanda é uma selva onde todos querem ser o leão.

¹ tchillar:de chill out, relaxar

(Texto original por koluki)

Inicie uma conversa

Colaboradores, favor realizar Entrar »

Por uma boa conversa...

  • Por favor, trate as outras pessoas com respeito. Trate como deseja ser tratado. Comentários que contenham mensagens de ódio, linguagem inadequada ou ataques pessoais não serão aprovados. Seja razoável.